Copa do Rei

Espanyol x Barça: encontro de treinadores na Copa do Rei sela a paz entre os rivais

Luis Enrique e Galca encontram-se para a tradicional foto de treinadores e reduzir a tensão

Galca e Luis Enrique selam a paz entre os rivais.
Galca e Luis Enrique selam a paz entre os rivais.JUAN BARBOSA

O clássico sela a paz. Após uma primeira tentativa de diálogo entre uma parte dos integrantes do Barça e do Espanyol, Luis Enrique e Constantin Galca reduziram na terça pela manhã o drama em torno do clássico de Barcelona, que acontece nesta quarta, às 17h30 (com minuto a minuto no EL PAÍS Brasil). “Espero que todo mundo, tanto os torcedores como os jogadores, se concentrem somente na partida. Que a torcida apoie a equipe e nada mais. Precisamos deles, mas do nosso lado. Não tem que porque ir além disso. É um jogo de futebol e nada mais”, disse o técnico do Espanyol. Luis Enrique foi pelo mesmo caminho: “Falamos com os jogadores sobre tudo o que aconteceu. Houve uma troca de opiniões e não aconteceu nada que me pareça estranho”. E completou: “Prudência, tranquilidade. As coisas têm que ser resolvidas no campo de jogo”.

Luis Enrique e Galca encontraram-se no estádio de Cornellà-El Prat na tradicional foto de treinadores antes do clássico —nos últimos jogos não pôde ser realizado por uma questão de agenda— para selar a mensagem de paz. “Se isto ajuda para que se acalme algum início de tensão, perfeito”, admitiu o asturiano. “É um modo de transmitir à torcida que, embora o jogo de ida tenha sido tenso, esperamos que não aconteça o mesmo no nosso campo. A relação com Luis Enrique é muito boa”, completou o treinador romeno.

Mais informações

A trilogía de derbis entre o Barça e o Espanyol fecha-se nesta quarta-feira no Cornellà pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Rei (4-1, na ida). “Independentemente de termos conseguido um resultado favorável, o objetivo continua sendo ser superior ao rival nos 90 minutos. Há que jogar o partido como se fosse um jogo único. O clássico com o Espanyol sempre é um estímulo”, analisou Luis Enrique, que não pensa mudar o estilo de jogo de sua equipe. “Nossa ideia de futebol é muito clara: tentar jogar no melhor nível possível o máximo de minutos para impor nosso jogo. Depois, a partir daí, cada partida é diferente porque o rival se coloca de uma maneira”, completou o técnico azul-grená. O time do Espanyol não quer baixar os braços e ver o Barça jogar. “Queremos fazer uma boa partida e, através do jogo, ganhá-lo. Já sabemos que é muito complicado, mas vamos tentar”, explicou Galca.

O técnico do Espanyol aproveitou a ocasião para parabenizar seu colega. “Quero dar os parabéns porque foi eleito o melhor treinador do mundo e por merececimento. Desejo que ainda tenha muito sucesso no futuro”, disse Galca. “Estou muito contente”, disse o treinador do Barcelona sobre o prêmio. “É o trabalho recompensado de todos os jogadores, do clube, do staff… Agradecido aos que votaram em mim”. De qualquer maneira, Luis Enrique não explicou o motivo de sua ausência na gala de Zurique. “Lamentavelmente, não pude ir”, esquivou-se o técnico do Barcelona.

No EL PAÍS, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por 1 euro no primeiro mês e 10 euros a partir do mês seguinte, sem compromisso de permanência.

Inscreva-se

Mais informações