venezuela

VÍDEO | O fim simbólico do poder chavista na Assembleia da Venezuela

Novo presidente do Parlamento, opositor radical Ramos Allup, coordena a retirada de cartazes e material do chavismo. "Não quero ver Chávez nem Maduro."

O novo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o opositor Henry Ramos Allup, quis dar um marco simbólico para o novo período do Legislativo, pela primeira vez em 16 anos sob o comando de forças antichavistas. Vídeo mostra Ramos Allup, 72 anos, mandando retirar da sede da Assembleia toda a iconografia associada ao presidente Hugo Chávez (1954-2013) e os retratos de seu sucessor Nicolas Maduro. Ramos Allup dá ainda ordens expressas para que só permaneça no recinto a representação a óleo clássica do herói nacional Simón Bolívar, o Libertador.  Chávez, quando presidente, promoveu um novo retrato do prócer, mais moreno e baseado num estudo da ossada de Bolívar. "Não quero ver um quadro aqui que não seja o retrato clássico do Libertador. Não quero ver Chávez nem Maduro. Levem tudo isso."

Arquivado Em: