SUCESSÃO PRESIDENCIAL NA ARGENTINA

Cristina Kirchner se nega até a ceder a conta oficial do Twitter da Casa Rosada

Polêmica na rede social porque não haverá transferência para o uso de @CasaRosadaAR

A transferência de poder entre a ex-presidenta Cristina Kirchner e a nova administração, depois da vitória nas eleições argentinas do liberal Mauricio Macri, no fim de novembro, está sendo polêmica até no Twitter. A conta oficial da Casa Rosada, que tem mais de 300.000 seguidores, se declarou não oficial e relacionada aos mandatos dos Kirchner.

Assim, a presidenta que sai, além de não ir à posse de Macri, não lhe cederá a conta da Casa Rosada nesta rede social. @CasaRosadaAR anunciava até agora as atividades oficiais do Governo argentino.

Esta mudança na Argentina despertou as críticas dos usuários do Twitter, que tornaram trending topic do país a hashtag #CFKVerguenzaMundial e o termo El Twitter de la Casa Rosada.

Estas são algumas das reações na rede social.

A nova biografia de @CasaRosadaAR especifica que a partir de 10 de dezembro, dia que termina o mandato de Cristina Kirchner, a conta se torna o “Twitter das Presidências Néstor Kirchner e Cristina Kirchner 25 de maio 2003 a 10 de dezembro de 2015. Não oficial em 10/12/2015”.

Também mudou de nome, de Casa Rosada para Casa Rosada 2003-2015. O link na web que aparece na biografia antes levava ao site oficial da Presidência da Nação Argentina, mas agora leva para uma página pessoal de Kirchner. O mesmo endereço que a ex-presidenta inclui em sua conta de Twitter pessoal, criada em 2010 e com mais de 4 milhões de seguidores.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50