BOLA DE OURO

Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo são os finalistas da Bola de Ouro

Português e argentino se encontram pela sétima vez, com a estreia do camisa 11 do Barça

Messi e Ronaldo se cumprimentam antes de um clássico.
Messi e Ronaldo se cumprimentam antes de um clássico.A. Ruesga

O trio final da Bola de Ouro 2015 não vestirá somente as cores do Barça. No próximo 11 de janeiro, Cristiano Ronaldo dividirá o palco em Zurique com Lionel Messi e Neymar. “O tridente merece ser finalista na Bola de Ouro”, havia desejado o brasileiro. Mas Luis Suárez ficou fora da trinca, e o Barcelona não poderá monopolizar a cerimônia da FIFA e da revista France Football como em 2010, quando “La Pulga”, Xavi Hernández e Andrés Iniesta disputaram o prêmio, arrebatado por Messi. Aquela foi a terceira vez em que os três jogadores do mesmo time estiveram no pódio. O Barça de Pep Guardiola fez como o Milan de Arrigo Sacchi: Van Basten, Ruud Gullit e Frank Rijkaard estiveram lá em 1988 e, um ano depois, Franco Baresi substituiu Gullit.

O 10 do Barcelona pinta como o grande favorito para levantar sua quinta Bola de Ouro (com quatro prêmios na estante, ele detém o recorde absoluto; Johan Cruyff, Michel Platini, Marco Van Basten e Cristiano possuem três). Embora tenha perdido a final da Copa América para o Chile, o argentino foi destaque no Barcelona de Luis Enrique e ficou com o ‘triplete’ na edição passada. Em 2015, Messi marcou 44 gols em 48 jogos disputados (45 como titular) e fez 21 assistências. Seu companheiro de ataque, Neymar, disputou 50 partidas (49 desde o início) com 40 gols e 12 assistências. O artilheiro entre os três finalistas foi Cristiano, que registrou 45 gols em 47 jogos (46 desde o começo) e cedeu 14 passes para gol.

Desde 2007, Messi tem lugar garantido entre os finalistas da Bola de Ouro. Com exceção de 2010, Cristiano sempre disputou o prêmio com “La Pulga”. E ao já histórico duelo entre o argentino e o português, este ano entra Neymar pela primeira vez. “Nunca joguei para ser o melhor do mundo ou pela Bola de Ouro. Sempre joguei para ser melhor que eu mesmo, para superar sempre meus objetivos. Ser o melhor do mundo é consequência desse trabalho. Se falam disso hoje é porque meu trabalho está indo bem”, disse o camisa 11 azul-grená. Messi também tentará conquistar o prêmio Puskás pelo melhor gol, competindo com Alessandro Florenzi (Roma) e Wendell Lira (Goianésia).

Outro azul-grená, Luis Enrique, deseja ficar com o prêmio de melhor treinador de 2015. O técnico do Barcelona competirá com Pep Guardiola, que levou o Bayern de Munique ao título da Bundesliga, e Jorge Sampaoli, que alçou o Chile ao título de campeão da América. Entre as mulheres, a norte-americana Carli Lloyd (Houston Dash), a japonesa Aya Miyama (Okayama Yunogo Belle) e a alemã Celia Sasic tentarão a façanha de Nadine Kessler, vencedora de 2014. E os três técnicos finalistas são Jill Ellis, Mark Sampson e Norio Sasaki.

Últimos finalistas

2014: Cristiano, Messi e Neuer.

2013: Cristiano, Messi e Ribéry.

2012: Messi, Cristiano e Iniesta.

2011: Messi, Cristiano e Xavi Hernández.

2010: Messi, Iniesta e Xavi Hernández.

2009: Messi, Cristiano e Xavi Hernández.

2008: Cristiano, Messi e Fernando Torres.

2007: Kaká, Cristiano e Messi.

Arquivado Em: