refugiados na europa

O menino sírio da praia viaja em mil desenhos

Diversas ilustrações se espalham ao redor do mundo em homenagem a Aylan Kurdi

Reprodução / Twitter

Um corpo pequenino, de bruços, na areia da praia turística de Ali Hoca Burnu, na Turquia. Aylan Kurdi, de apenas três anos, vestia shorts azul e uma camiseta vermelha e foi encontrado morto na beira do mar na manhã da quarta-feira. Foi retirado da areia por guardas costeiros juntamente com outros corpos, incluindo o do irmão, de cinco anos, e a mãe. A imagem, retrato do drama dos refugiados no mundo, sensibilizou o mundo.

Com base no retrato de Aylan, diversas pessoas ao redor do globo fizeram desenhos em homenagem que se espalharam pelas redes sociais com a marca #kiyiyavuraninsanlik, algo como “a humanidade se choca contra a costa”.

Dentre elas, a de @islamgawish

@tajmustafa

@Juicexlx

@Dija_Kd

@VivaLaFarid

@khalidalbaih

@Joyce_Karam

@AzzamDaaboul 

 @SteveDennis71

@Louison_A

@Kenda_Dalati