Índia

Mais de 500 mortos por onda de calor na Índia

Termômetros alcançam 48 graus em algumas regiões

Agencias

Mais de 500 pessoas morreram na Índia devido à onda de calor registrada desde quarta-feira passada, com temperaturas que atingiram 48 graus Celsius. As regiões mais afetadas são Andhra Pradesh e Telangana, no sudeste do país. A situação pode piorar, já que as previsões indicam que as temperaturas permanecerão altas durante toda a semana.

Mais informações

A cidade que registrou as maiores temperaturas foi Allahabad, no estado de Uttar Pradesh, ao norte do país, onde os termômetros atingiram 47,7 graus. Em Nova Delhi, a temperatura chegou a 43,5 graus. Mas a maioria das mortes afetou os trabalhadores da construção civil, idosos e os sem-teto nos estados de Andhra Pradesh e Telangana.

O diretor do centro meteorológico de Hyderabad, capital desses dois estados, disse ao jornal local Hindustan Times que a onda de calor que afeta a região desde quarta-feira é resultado da confluência do "ar seco" do noroeste e de uma área de pressão atmosférica relativamente baixa no leste.

Um representante do Governo de Telangana, B. R. Meena, afirmou ao jornal Indian Express que a maioria das vítimas fatais "foi exposta ao calor enquanto trabalhava" e que a "desidratação e calor causaram as mortes".

"Estamos alertando as pessoas para não ir trabalhar entre dez da manhã e quatro da tarde", disse K. Dhananjaya Reddy, diretor de gestão de desastres de Andhra Pradesh. O Governo cancelou as folgas de médicos, já que os hospitais estão lotados com casos de insolação, disse Reddy, acrescentando que as famílias dos falecidos vão receber uma indenização de 10.000 rupias (cerca de 4.900 reais).

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50