Seleccione Edição
Login

A base de Guantánamo em imagens

O EL PAÍS visita a instalação militar norte-americana encravada no sudeste de Cuba, onde vivem 6.000 pessoas. A polêmica penitenciária, criado em 2002, acolhe 122 presos

  • O Campo X-Ray recebeu os primeiros presos que chegaram a Guantánamo, em janeiro de 2002. Funcionou durante apenas quatro meses, e hoje a Justiça proíbe seu desmantelamento. A ferrugem e as ervas daninhas dominam o local.
    1O Campo X-Ray recebeu os primeiros presos que chegaram a Guantánamo, em janeiro de 2002. Funcionou durante apenas quatro meses, e hoje a Justiça proíbe seu desmantelamento. A ferrugem e as ervas daninhas dominam o local.
  • Uma militar no Campo X-Ray. Em áreas como estas, detentos de macacão laranja eram obrigados a se ajoelhar, algemados.
    2Uma militar no Campo X-Ray. Em áreas como estas, detentos de macacão laranja eram obrigados a se ajoelhar, algemados.
  • Acesso aos campos de detenção número 5 (à direita) e 6, onde é mantida a maioria dos atuais 122 presos de Guantánamo.
    3Acesso aos campos de detenção número 5 (à direita) e 6, onde é mantida a maioria dos atuais 122 presos de Guantánamo.
  • Réu recebe o almoço no pátio interno de um bloco com 22 celas, no Campo 6, que acolhe unicamente detentos de ótimo comportamento. Estes precisam passar apenas duas horas por dia nas suas celas, e no resto do tempo podem permanecer nas áreas comuns internas e externas.
    4Réu recebe o almoço no pátio interno de um bloco com 22 celas, no Campo 6, que acolhe unicamente detentos de ótimo comportamento. Estes precisam passar apenas duas horas por dia nas suas celas, e no resto do tempo podem permanecer nas áreas comuns internas e externas.
  • O chefe do Campo 5 mostra o interior de uma cela, de oito metros quadrados, igual àquelas onde são mantidos cerca de 40 detentos nesta prisão de segurança máxima. Os presos de mau comportamento usam macacões laranja, têm acesso a menos livros e acessórios e ficam trancados até 22 horas por dia.
    5O chefe do Campo 5 mostra o interior de uma cela, de oito metros quadrados, igual àquelas onde são mantidos cerca de 40 detentos nesta prisão de segurança máxima. Os presos de mau comportamento usam macacões laranja, têm acesso a menos livros e acessórios e ficam trancados até 22 horas por dia.
  • O exterior do Campo Delta com um lema visto em toda a base de Guantánamo: ‘Honor bound’ (‘obrigação de honra’). O Delta foi um campo com celas nos primeiros anos da penitenciária. Hoje, abriga um centro médico e vários edifícios administrativos.
    6O exterior do Campo Delta com um lema visto em toda a base de Guantánamo: ‘Honor bound’ (‘obrigação de honra’). O Delta foi um campo com celas nos primeiros anos da penitenciária. Hoje, abriga um centro médico e vários edifícios administrativos.
  • Um barracão do Campo Delta funciona como biblioteca para os presos. Em algumas revistas (como nesta foto), os presos riscam os rostos e as pernas das mulheres. Eles dispõem de aproximadamente 18.000 itens em 15 idiomas, de livros a videogames e filmes. Um jovem militar passa pelos campos de detenção distribuindo o material.
    7Um barracão do Campo Delta funciona como biblioteca para os presos. Em algumas revistas (como nesta foto), os presos riscam os rostos e as pernas das mulheres. Eles dispõem de aproximadamente 18.000 itens em 15 idiomas, de livros a videogames e filmes. Um jovem militar passa pelos campos de detenção distribuindo o material.
  • Uma lanchonete McDonald’s – idêntica a qualquer unidade da rede nos EUA – funciona há 35 anos na principal avenida da base de Guantánamo. Mas esta loja vende um produto especial de frango para atender à demanda dos numerosos contratados filipinos que trabalham na base.
    8Uma lanchonete McDonald’s – idêntica a qualquer unidade da rede nos EUA – funciona há 35 anos na principal avenida da base de Guantánamo. Mas esta loja vende um produto especial de frango para atender à demanda dos numerosos contratados filipinos que trabalham na base.
  • Uma militar joga boliche na base naval de Guantánamo. Algumas pessoas carregam os pinos em bolsas com motivos militares. O boliche fica ao lado de uma academia de ginástica e de um campo de futebol americano.
    9Uma militar joga boliche na base naval de Guantánamo. Algumas pessoas carregam os pinos em bolsas com motivos militares. O boliche fica ao lado de uma academia de ginástica e de um campo de futebol americano.
  • Estúdios da Rádio GTMO, emissora musical que só pode ser ouvida dentro da base. Há 15 anos, a emissora vende camisetas e bonecos com a imagem do ex-presidente Fidel Castro e os dizeres: “Sacudindo o quintal do Fidel”. Os rendimentos desse comércio são usados para projetos na base.
    10Estúdios da Rádio GTMO, emissora musical que só pode ser ouvida dentro da base. Há 15 anos, a emissora vende camisetas e bonecos com a imagem do ex-presidente Fidel Castro e os dizeres: “Sacudindo o quintal do Fidel”. Os rendimentos desse comércio são usados para projetos na base.
  • 11