Vulcão Calbuco

Gigantesca erupção no sul do Chile

Autoridades ordenam evacuação de 4.000 pessoas que vivem perto do vulcão Calbuco

Vista do vulcão Calbuco, na quarta-feira.Reuters-LIVE!

Uma surpreendente e forte erupção ocorreu no vulcão Calbuco, 1.000 quilômetros ao sul de Santiago do Chile, o que obrigou as autoridades a ordenar a evacuação de cerca de 4.000 pessoas que vivem em um raio de 20 quilômetros. A explosão se produziu às 17h50, hora local, e fez com que o Governo decretasse o alerta vermelho total, o que significa que o processo de erupção em curso implica uma “alta ameaça para a população”.

Ao anoitecer já podiam ser vistos os raios próprios deste fenômeno, junto com a maciça nuvem de cinzas que cai há horas sobre o lugar. Na madrugada, houve um segundo estalido. O Calbuco, um dos três vulcões mais perigosos entre os 90 ativos no Chile, havia permanecido 43 anos inativo: sua última erupção foi registrada em 1972. Ainda que o vulcão não tenha expelido lava, pequenas localidades nos arredores sofrem com chuva de cinzas e com a má qualidade do ar.   

O ministro do Interior, Rodrigo Peñalillo, informou que os Carabineros se encontram ajudando a população a evacuar a zona, que ainda não apresenta o derrame de lava. “Gostaria de pedir calma à população e que se mantenha informada”, afirmou o chefe de gabinete.

MAIS INFORMAÇÕES

A erupção não provocou mortes. A única pessoas desaparecida foi encontrada na tarde de quinta-feira. Segundo a presidenta Michelle Bachelet, ainda não é possível quantificar o custo econômico da tragédia. 

A região onde se encontra o Calbuco é conhecida por ser um dos principais centros turísticos nacionais, justamente por estar rodeada de montanhas e lagos. As imagens da explosão são impressionantes e por razões de segurança o Governo decretou o Estado de Exceção na província de Llanquihue e na comuna de Puerto Octay.

Arquivado Em: