‘Lutadores do ebola’, os personagens do ano da revista ‘Time’

Publicação volta a eleger um coletivo, como fez em 2011 com os manifestantes

As cinco capas dedicadas aos lutadores contra o ebola.
As cinco capas dedicadas aos lutadores contra o ebola.Time

No Dia Internacional dos Direitos Humanos, a revista Time nomeou nesta quarta-feira todos os profissionais de saúde que lutam contra o vírus ebola como personagens do ano 2014. Com esse reconhecimento, os homenageados sucedem o papa Francisco em uma capa de destaque que resume, ano após ano, as figuras de cada momento.

Mais informações

Como ocorreu em 2011, quando a Time elegeu o manifestante como personagem do ano, os editores da revista voltaram a homenagear um coletivo. Desta vez, os “lutadores contra o ebola” ocupam as cinco capas criadas pela publicação.

A diretora da revista norte-americana, Nancy Gibbs, explicou a decisão referindo-se ao “pesadelo” que se tornou uma doença que, até agora, estava restrita à África. O surto, que já custou mais de 6.000 vidas em Guiné, Serra Leoa e Libéria, afetou médicos e enfermeiros de uma forma “sem precedentes”.

Uma das enfermeiras norte-americanas que sobreviveram ao vírus, Nina Pham, comentou em sua conta no Twitter sobre a “honra” que significava para ela sair na revista Time. Pham, junto a outra enfermeira, foi contagiada através de Thomas Duncan, um cidadão com nacionalidade liberiana que recebeu tratamento no Hospital Presbiteriano de Dallas (Texas), e que não superou o ebola.

“Qualquer um que trate vítimas de ebola corre o risco de se tornar uma”, afirmou Gibbs, que considera “heróis” aqueles que se arriscaram para ajudar pessoas doentes. A Time reproduz o depoimento de alguns desses “lutadores”, entre eles o norte-americano Kent Brantly, que sobreviveu à doença após ser repatriado para os Estados Unidos.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: