Um império das comunicações para a ‘amiga’ de Putin

Alina Kabaeva, ex-campeã olímpica de ginástica rítmica, assume o comando do Grupo Nacional de Mídia, aliado ao Kremlin

O presidente Vladimir Putin com Alina Kabaeva.
O presidente Vladimir Putin com Alina Kabaeva.AP

A ex-campeã olímpica de ginástica rítmica Alina Kabaeva, de 31 anos, íntima do presidente russo, Vladimir Putin – embora eles nunca tenham confirmado qualquer relacionamento –, vai dirigir um importante grupo de meios de comunicação, conforme anúncio feito nesta terça-feira pela empresa. “Alina se comprometeu a desempenhar o cargo de presidenta do Conselho de Administração do Grupo Nacional de Mídia (NMG)”, disse à agência AFP a porta-voz do grupo, Oksana Razoumova.

Mais informações

Deputada do partido Rússia Unida, de Putin, a ex-atleta dirigia desde 2008 o conselho de supervisão do NMG, empresa fundada em 2008 sob o comando de um importante aliado de Putin, Yuri Kovaltchouk. Esse império midiático inclui as redes de TV REN-TV e Piaty Kanal, os jornais populares Izvestia e Tvoi Den e a rádio Russkaia Slujba Novostei. O NMG também detém o controle acionário da emissora Pervy Kanal e do estúdio Art Pictures, dirigido pelo cineasta Fiodor Bondartchouk.

A vida privada do presidente russo sempre foi um tabu para a imprensa do país. O jornal Moskovski Korrespondent foi o único a romper essa regra, em 2008, deixando entender que Putin se divorciara em segredo para se casar com Kabaeva. Pouco depois, o jornal saiu de circulação. O presidente Putin desmentiu publicamente os rumores e assegurou que “não há uma só palavra verdadeira” no que foi publicado. “Há uma vida privada na qual ninguém deve se intrometer. Sempre tive um sentimento negativo sobre aqueles que metem seu nariz cheio de curiosidade e fantasias eróticas na vida dos outros”, disse. Putin anunciou em abril de 2013 que havia se separado da sua esposa, Ludmila, após 30 anos de casamento.

O mais visto em ...Top 50