Engordar de prazer: 11 alimentos que levantam o ânimo

Aumentar a concentração de serotonina no organismo desperta uma sensação de felicidade em nosso cérebro. Saiba o que comer para que se dê o ‘milagre’

Porque engordar não é sempre uma má ideia.
Porque engordar não é sempre uma má ideia.CORDON

A alimentação mitiga a tristeza pós-férias. Não é um mito. Os níveis altos de serotonina no cérebro produzem uma sensação de satisfação e bem-estar geral. Por isso, em momentos de fraqueza emocional o corpo pede chocolate e açúcar. O médico Manuel Sánchez, chefe de nutrição e dietética da Clínica Plainas, explica: “O sistema nervoso central precisa de glicose e triptofano para sintetizar serotonina e garantir seu funcionamento. Níveis baixos desse componente orgânico no sangue provocam mal-estar, nervosismo, debilidade e tremores, o que se traduz, naturalmente, em mau humor”.

A serotonina é conhecida como hormônio da felicidade, e o corpo a produz de forma natural. Entretanto, com uma alimentação adequada, segundo Sánchez, podemos aumentar sua concentração no organismo. Trata-se de potencializar o consumo de vitamina B, vitamina C, magnésio e triptofano.

Com estes onze alimentos você conseguirá isso:

1. Frutos secos. Por terem magnésio, possuem também um efeito antiestresse sobre o organismo. Ajudam a reduzir a ansiedade e melhoram o sono.

2, 3 e 4. Peixe, carne e ovos. Além de carboidratos, esses três alimentos são ricos em triptofano (no ovo, sobretudo a gema).

5, 6, 7 e 8. Banana, abacaxi, abacate e ameixa. São as frutas com mais triptofano, aminoácido essencial que promove a liberação de serotonina. Excelentes para tratar a insônia.

9 e 10. Laranja e kiwi. Um papel não menos importante na obtenção de um bom estado de ânimo cabe também aos frutos ricos em vitamina C (a laranja e o kiwi, entre outros), pois reforçam o sistema imunológico em episódios de estresse.

11. Derivados do chocolate. Como esquecer dele numa dieta para o bom humor!? É comum que se consuma chocolate ao sentir tristeza ou níveis baixos de energia. Percebe-se em seguida a sensação de prazer. “Isto é porque, como resposta a impactos de prazer gustativo, o organismo produz endorfina, que inibe a transmissão da dor, mas também porque o chocolate contém, entre outras coisas, triptofano”, explica Manuel Sánchez.

Mas, quando consumi-los?

O café da manhã é fundamental para o bom humor. É o momento do dia em que melhor são digeridas as substâncias doces, já que, ao despertar, os hormônios estão predispostos à otimização do seu consumo. Aconselha-se consumir produtos lácteos, ricos em aminoácidos como o triptofano e oportunos para subir o tom. “Se você decide começar a jornada com um copo de leite, recomendo acrescentar cereais integrais, que têm vitamina B6 – que intervém na síntese da serotonina –, além de serem ricos em outro importante aminoácido, a tirosina”, observa o médico.

É o caso então de que o café da manhã seja composto por um copão com cereais integrais, um folhado de chocolate, uma tigela de frutos secos, uma banana, um pouco de abacaxi, um kiwi, suco de laranja e alguns ovos mexidos? Obviamente que não. “Ingerir grandes quantidades desses alimentos, ou suplementos alimentícios com triptofano, é prejudicial”, responde Manuel Sánchez, que alerta contra o consumo excessivo de açúcares simples (como os do chocolate), já que causam uma elevada carga de glicemia e altos picos de insulina, que podem desestabilizar o equilíbrio nervoso. “Por outro lado, um abuso de triptofano produz esgotamento no organismo ao favorecer um excesso de liberação de serotonina”, conclui o médico.

Então lembre-se: engorde de prazer… mas só alguns quilinhos.