Boa vida

Quanto tempo é preciso esperar para tomar banho depois de praticar esporte?

Depende de vários fatores: a temperatura externa, a intensidade da prática esportiva e a genética

Quando iniciamos qualquer atividade física, não só esportiva, a temperatura corporal aumenta e o organismo tem de controlá-la. A sudorese em si mesma não é outra coisa senão um dos principais mecanismos de regulagem de nossa temperatura. Quanto mais elevada ela for, mais o nosso corpo tem de trabalhar para se manter estável. O tempo que deve transcorrer desde que terminamos a prática esportiva até que possamos tomar banho depende de vários fatores: a temperatura externa, a intensidade da prática esportiva e os condicionantes genéticos de cada pessoa, que determinam a própria sudorese.

Analisemos esses fatores.

§ A temperatura externa. Com maior temperatura, a transpiração também será maior. O corpo começa a controlar a temperatura expulsando calor através da pele em forma líquida, o que chamamos de suor. Em temperatura ambiente, embora possamos ter a sensação de estar ‘suando menos’ ou até secos, continua havendo o controle da temperatura corporal.

§ A intensidade da atividade. Maior intensidade, maior transpiração. Não suamos da mesma maneira se corremos de forma intensa ou caminhamos devagar, embora a temperatura sempre tenda a se elevar e nosso organismo, a controlá-la.

§ Os condicionantes genéticos do controle. Há pessoas que suam com muita facilidade, até mesmo com uma carga muito leve de trabalho. Isso se deve ao “nosso número de série”, às qualidades de nosso organismo. Essas podem ser modificadas por hábitos como a nutrição ou o treinamento, que conseguem fazer com que todos os sistemas de controle funcionem de modo eficaz. É muito comum que os esportistas comecem a suar rapidamente. A temperatura sobe muito pouco e o organismo é muito eficiente, mantendo-a onde tem de estar.

Então, quando vou para debaixo d’água?

Se tomarmos banho num intervalo muito próximo da atividade esportiva, sairemos da ducha e continuaremos suando, principalmente em ambientes mais quentes. No entanto, se esperamos tempo demais em climas frescos, poderemos ficar resfriados. Assim, convém aguardar até que notemos que a transpiração parou, especialmente no verão e em climas muito úmidos. E tomar banho imediatamente depois.

Em ambientes mais frios a minha recomendação é que você espere esse tempo com uma nova camiseta, especialmente se você treinou com roupas de algodão. Assim não corre o risco de sofrer um esfriamento.

Se você toma banho com água muito fria, em lugar de cortar o suor, o efeito será o contrário: você suará um pouco mais. A pele se esfria em excesso e o organismo envia calor para manter a temperatura. O ideal? Água morna para começar; depois, escolha a temperatura de seu agrado.

Em suma, siga estas orientações:

1. Use roupa própria para atividade esportiva (o algodão não é o melhor), que evite a condensação. Ela mantém o corpo mais seco e com a temperatura adequada.

2. Se usar algodão, leve uma muda de roupa para trocar quando terminar a atividade.

3. Espere um tempo adequado à diminuição do ritmo de suor antes de ir para o banho. Cada pessoa requer um período diferente.

4. Durante a prática esportiva, beba a cada 15 minutos um copo pequeno de água, ou bebidas com sais minerais, mesmo que não tenha sede. Isso ajudará você a recuperar o que perdeu e fará com que o processo de sudorese seja o adequado. Se o corpo não tem água para evaporar não é capaz de regular a temperatura, que poderia subir de forma perigosa.

5. Continue se hidratando ao terminar.

6. No verão, evite fazer esporte durante as horas mais quentes do dia, mesmo seguindo todos os conselhos anteriores.

*Marcos Flórez é personal trainer, licenciado em Ciências da Atividade Física e de Esporte e fundador da estarenforma.com.

Texto elaborado com o apoio técnico de Antonio García Laespada, do departamento de Termodinâmica da Universidade Politécnica de Valência.