Nuri Al Maliki se demite do cargo de primeiro-ministro iraquiano

O dirigente será substituído por Heidar al Abadi, nomeado no fim de semana e apoiado pelo Irã e os EUA

O primeiro-ministro iraquiano, o xiita Nuri ao Maliki.
O primeiro-ministro iraquiano, o xiita Nuri ao Maliki.Khalid Mohammed (AP)

O primeiro-ministro em funções do Iraque, Nuri al Maliki, assume sua demissão do comando do país. Assim ele mesmo anunciou a decisão nesta quinta-feira durante uma mensagem na televisão estatal ao lado do que foi designado seu sucessor, Haider al Abadi, que ele reconheceu como nova autoridade.

Na segunda-feira, o presidente do Iraque, o curdo Fuad Masum, encarregou o vice-presidente do Parlamento, o xiita Haider al Abadi, de formar um Governo no prazo de 30 dias, descartando Al Maliki, líder da coalizão que mais votos tinha obtido nas últimas eleições. Os seguidores de Al Maliki qualificaram a decisão, forçada pelos Estados Unidos, de “um golpe contra a Constituição e contra o processo político”.

Al Abadi, novo primeiro-ministro iraquiano
Al Abadi, novo primeiro-ministro iraquiano

Apesar de sua férrea resistência, Al Maliki –que ainda na quarta-feira garantia que era “o chefe do Estado”– cedeu às pressões internacionais e às de seu próprio partido. Um total de 127 deputados xiitas, entre os quais quase 40 de sua legenda, respaldaram a nomeação de Al Abadi no fim de semana.

Muitos cidadãos atribuem às políticas autoritárias de Al Maliki o apoio que a população sunita dá ao Estado Islâmico.

Arquivado Em: