Seleccione Edição
Login
Copa do Mundo 2014
Copa do Mundo 2014

Neymar e Oscar brilham e dão vitória ao Brasil após sufoco na estreia na Copa

Seleção do técnico Luiz Felipe Scolari vira o marcador e faz 3 a 1 em São Paulo após mostrar nervosismo no início do confronto

Neymar comemora o primeiro gol no Itaquerão.
Neymar comemora o primeiro gol no Itaquerão. FIFA via Getty Images

Com grande atuação de Neymar e Oscar, o Brasil estreou com o pé direito na Copa do Mundo ao bater a Croácia por 3 x 1 nesta quinta-feira, na Arena Corinthians (Itaquerão), em São Paulo. O atacante do Barcelona marcou duas vezes -a segunda, após um pênalti duvidoso sobre Fred- e ajudou a seleção do técnico Luiz Felipe Scolari a virar sobre os europeus pelo grupo A, conquistando sua 16ª vitória em estreias em Mundiais -o país foi o único a disputar todas as 20 edições do torneio.

Voltando a atuar em casa em uma Copa após 64 anos, o Brasil mostrou nervosismo no início do jogo, deixando espaços nas laterais em suas descuidadas subidas ao ataque. Menos mal para a Croácia, que em um avanço pela esquerda abriu o placar logo aos 10 minutos, em um cruzamento rasteiro para a área que Marcelo tentou cortar e acabou empurrando para o fundo da própria rede.

O apagão brasileiro dentro de campo também parecia se espelhar em parte dos refletores do Itaquerão, que deixaram de funcionar momentaneamente, embora sem prejudicar o andamento do confronto. Sob os incentivos do técnico Luiz Felipe Scolari já fora do banco de reservas, os seus principais destaques individuais começaram a aparecer: Oscar e Neymar.

O atacante do Barcelona não conseguiu, aos 14 minutos, aproveitar cruzamento da direita, mas levou perigo. Depois, foi a vez do atleta do Chelsea aparecer bem na área, ao arrematar jogada individual do próprio Neymar, que havia superado o seu marcador já praticamente na linha de fundo. O goleiro Pletikosa mostrou reflexo para espalmar e afastar o perigo.

BRASIL 3 x 1 CROÁCIA

Brasil: Julio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho (Hernanes, aos 18 min. do segundo tempo), Luiz Gustavo e Oscar; Hulk (Bernard, aos 22 min. do segundo tempo); Neymar (Ramires, aos 42 min. do segundo tempo) e Fred.

Croácia: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren, Vrsaljko; Kovacic (Brozovic, aos 15 min. do segundo tempo), Modric, Rakitic e Perisic; Olic e Jelavic (Rebic, aos 32 min. do segundo tempo).

Gols: 0 x 1, min. 10 do primeiro tempo, Marcelo (contra); 1 x 1, min. 28 do primeiro tempo, Neymar; 2 x 1, min. 25 do segundo tempo, Neymar; 3 x 1, min. 45 do segundo tempo, Oscar.

Árbitro: Yuichi Nishimura (Japão). Mostrou cartão amarelo para Neymar e Luiz Gustavo (Brasil); Corluka e Lovren (Croácia).

Arena Corinthians (Itaquerão), em São Paulo.

Mas a pressão trouxe resultado aos 28 minutos: Neymar, que havia recebido um cartão amarelo minutos antes, recolocou o Brasil no confronto. Após receber passe de Oscar, o atacante avançou pelo meio e bateu de esquerda, rasteiro. O goleiro Pletikosa se esticou, mas não conseguiu fazer a defesa. A bola ainda tocou no pé da trave antes de entrar. Explosão no Itaquerão.

O segundo tempo começou com o Brasil mais bem postado em campo e fechando mais os espaços deixados na primeira etapa. Aos 20 minutos, em nova jogada individual, Neymar foi pego sem bola por Corluka, que recebeu o amarelo. Na cobrança, Daniel Alves bateu forte, mas por cima. O lance serviu ao menos para mostrar que o talento individual abriria o caminho para a vitória no Itaquerão. 

Aos 25 minutos, o lance mais polêmico do jogo: Fred recebeu na área e caiu, após ser supostamente agarrado por Lovren, que acabou recebendo o amarelo no lance após reclamar com veemência da marcação para o árbitro junto com os seus companheiros. Na cobrança, Neymar, com estilo, bateu no canto esquerdo, o goleiro Pletikosa espalmou, mas sem força suficiente para evitar o 2 x 1.

A partir daí, a Croácia abriu mão da tática e se lançou de forma mais desenfreada ao ataque, abusando de cruzamentos que, minuto sim, minuto não, colocavam em apuros a defesa brasileira e o goleiro Julio César. O Brasil ia se segurando, até que aos 45 minutos, Oscar definiu o marcador, coroando uma boa atuação com um toque de fora da área de bico no canto direito de Pletikosa.

Passado o susto inicial, o Brasil volta a campo no dia 17, em Fortaleza, contra o México. Já a Croácia enfrenta Camarões no dia seguinte, em Manaus.