ATLÉTICO DE MADRID

Simeone busca alternativas ao lesionado Diego Costa no Atlético de Madri

O atacante hispano-brasileiro sofre uma lesão na coxa direita e pode ficar fora da final da Champions. Sua participação na Copa também não está certa

Diego Costa na partida contra o Barcelona.
Diego Costa na partida contra o Barcelona.David Ramos (Getty Images)

O bíceps femoral de Diego Costa, atacante do Atlético de Madrid, está no limite e sua presença na final da Champions do próximo sábado contra o Real Madrid está praticamente descartada. A fisgada que sofreu no Camp Nou pouco antes de 15 minutos de jogo foi algo que o fez no auge da carreira. Costa  estava disposto a correr pelo Atlético quando freou seco diante do risco de um rompimento maior que pode colocar em perigo a sua participação na Copa do Mundo. A lesão de grau I que os serviços médicos do clube anunciaram há dez dias depois de um treinamento prévio à partida contra o Málaga aponta para um micro rompimento no ligamento. O tecido muscular da zona afetada não se regenera com a solidez necessária para aguentar a repetição de esforços sem riscos de rompimento.

O jogador, de 25 anos, foi submetido a uma avaliação médica na tarde de ontem que determinou que o goleador recaiu da lesão que sofreu na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões disputada contra o Barcelona “Diego Costa sofreu uma lesão muscular grau I do bíceps femoral da parte posterior da coxa direita”. “É cedo para decidir, mas precisamos de gente que esteja 100%. A final de um campeonato não foi feita para jogar em um estado de 80%, precisamos jogar com gente que esteja bem”.

Os departamento médico do Atlético e o fisioterapeuta Óscar Pitillas vão tentar que possa chegar bem ao sábado, mas as recaídas não costumam aconselhar as aparições forçadas. O jogador precisa de descanso senão não se recupera. Desde que sentiu a lesão pela primeira vez no Camp Nou há mais de um mês não se viu mais a arrancada poderosa com que tanto dano faz às defesas adversárias. “Trabalharemos várias alternativas durante a semana e dependendo do que passe veremos quem joga”, assegurou Simeone

A lesão de Costa é seguida de perto por Vicente del Bosque, que tinha o incluído na pré-lista de 30 jogadores para o Mundial, e também os médicos da federação espanhola. “Ainda que não jogue a final, se há tempo para que se recupere e chegue bem o convocaremos”, dizem no corpo técnico da seleção espanhola. Sua troca, no caso de que os prazos de recuperação não fossem suficientes para ir ao Brasil, sairia dessa pré-lista de 30.