Uma visita além do muro

Islândia, a 400 quilômetros de Reikiavik Entre montanhas brancas, chão nevado e poucas árvores, se esconde um dos segredos mais bem guardados do 'Game of Thrones'

O personagem Jon Snow.
O personagem Jon Snow. (Divulgação)

Islândia, a 400 quilômetros da capital Reikiavik, próximo a Akureyri, ao norte. Entre montanhas brancas, chão nevado e poucas árvores, se esconde um dos segredos melhor guardados de 'Game of Thrones': as paisagens por onde caminham os selvagens, gigantes e monstros.

O muro, obviamente, é uma criação digital, mas o que há além dele, entre os sete reinos e os caminhantes, é um cenário real: "Eu conheci minha mulher numa gravação aqui e voltei muitas vezes desde então. Quando começamos com a produção de 'Game of Thrones' pensei imediatamente que este era o lugar perfeito para gravar o que há além do muro: não existe lugar igual na Terra", disse Chris Newman, um dos produtores da seria e um desses que passou a vida toda fazendo cinema. Assistente de direção de George Lucas nos episódios de Star Wars, O retorno de Jedi e A Ameaça Fantasma; íntimo de Terry Gilliam e Richard Curtis, braço direito de Tim Burton na série Sleepy Hollow e um dos responsáveis por Band of Brothers (série sobre a Segunda Guerra Mundial, de Steven Spielperg e Tom Hanks). "O único que lamento desta série é que tínhamos um capítulo que nunca chegamos a gravar e que era excepcional: tratava da unidade aliada que se dedicava a identificar os cadáveres e que teve que exercer esta tarefa nas praias da Normandia. O único problema é que o personagem central era uma invenção e isso quebrava um pouco a intenção do show de ser absolutamente verídico. Por isso descartamos, mas não sem dor", conta Newman.

Imagens do cenário de 'Game of Thrones', na Islândia
Imagens do cenário de 'Game of Thrones', na IslândiaT.GARCÍA

O produtor supervisionou Game of Thrones desde que era apenas um roteiro na mesa da HBO, esperando pela aprovação dos chefões da rede de televisão, e passou os últimos anos na Tunísia, Dubrovnik ou Belfast, tentando coordenar as múltiplas equipes que andam pelo mundo para fazer possível "a série mais ambiciosa da história da televisão. Posso afirmar que não existe nada igual. Antes do início de cada temporada todos os produtores nos reunimos para planificar tudo e quando olhamos para a lousa algumas vezes não conseguimos evitar e rimos: é uma autêntica loucura". Newman, cabelos brancos, barba cheia, pouco abrigado (como um local), mostra ao EL PAÍS os lugares onde Jon Snow tem sua primeira noite com Ygritee, os acampamentos da tribo dos selvagens e alguns lugares com truque: "aí você vê a entrada da gruta onde Jon e Ygritte têm seu primeiro encontro amoroso - diz apontando para um buraco na rocha, a 100 metros, lamentavelmente, o interior do ambiente tivemos que inventar em um set".

Com uma paisagem que supera o espetacular (as maravilhosas cataratas de Gooafoss) até o desolador (as formações de lava de Dimmuborgir), Islândia se converteu em uma paisagem habitual das grandes produções cinematográficas e um elemento reconhecível para o fã do Game of Thrones: "Se você olha ao redor pode lembrar que aqui foi o lugar onde Sam e o Comandante Mormont foram atacados pelos caminhantes. Cinquenta metros à direita, conta apontando para um bloco de rochas, é onde gravamos Where the Wild Things Are, de Spike Jonze. E quinhentos metros colina abaixo foi onde fizeram Oblivion. E cinco quilômetros mais à frente você reconheceria a paisagem da última entrega de Star Trek. Aqui não param nunca", disse.

Newman também tem claro quem é o autêntico dono de Game of Thrones: "George R.R. Martin. Nada se faz sem sua aprovação. Uma vez ao ano, D.B. Weiss e David Benioff passam uns dias com ele para mostrar os roteiros da série. Nenhuma mudança se faz sem que ele o revise previamente e acho que essa é uma das razões que explica o sucesso da série. Embora posso te dizer –com certeza- que nenhum de nós esperava esse sucesso. Confiávamos que funcionaria mas não imaginávamos que se converteria nisto". Pressão? "Acredite, a pressão é trabalhar em algo que não funciona. trabalhei em filmes que não funcionavam e isso sim que é aterrador [risos]".

(A terceira temporada de Game of Thrones está disponível em dvd y blu-ray)

Arquivado Em: