Secretário de imigração britânico se demite por empregar uma imigrante ilegal

Cameron aceita a "honorável decisão" de Harper e assegura que desconhecia a situação da faxineira

O secretário de Estado de Imigração do Governo britânico, Mark Harper, em uma imagem de 2009.
O secretário de Estado de Imigração do Governo britânico, Mark Harper, em uma imagem de 2009.dave thompson (ap)

O secretário de Estado de Imigração do Governo britânico, Mark Harper, apresentou sua demissão em uma carta na qual reconhece que empregou uma imigrante ilegal para limpar seu apartamento em Londres, segundo informa o escritório do primeiro-ministro David Cameron.  Harper foi o impulsor da campanha de publicidade lançada no ano passado, que incluía cartazes com avisos polêmicos como "volte para casa ou será detido".

O assunto é desconcertante para o Governo conservador de Cameron, que se comprometeu a reduzir o número de imigrantes a menos de 100.000 por ano em 2015. Em baixa nas pesquisas de opinião, tanto para as eleições europeias de maio como para as nacionais do ano próximo, Cameron está tentando conter a ameaça do Partido pela Independência do Reino Unido.

Cameron aceitou a renúncia com pesar, disse Downing Street, já que não há nenhum indício de que Harper empregasse conscientemente um imigrante irregular. Em um intercâmbio de cartas com Harper, datato na sexta-feira e publicado neste sábado, Cameron qualifica de "honorável decisão" a demissão do responsável pela Imigração.

Harper assegura que embora a situação legal da faxineira foi comprovada em 2007, quando a contratou, e novamente em 2012, quando foi nomeado secretário de Estado, nesta semana soube que não tinha permissão de residência indefinida no Reino Unido. Harper, deputado conservador desde 2005, manterá sua cadeira no Parlamento.  

Arquivado Em: