A namorada do magnata russo Roman Abramovich é acusada de racismo

Dasha Zhukova é fotografada sentada em uma cadeira com a imagem de uma mulher negra Trata-se de uma versão de uma obra de arte de 1969, exposta na Tate Gallery de Londres

Dasha Zhukova sentada na cadeira polêmica.
Dasha Zhukova sentada na cadeira polêmica.

Dasha Zhukova, namorada do milionário russo Roman Abramovich, dono do time inglês de futebol Chelsea, se viu envolvida em uma polêmica ao ser fotografada sentada em uma cadeira com a forma de uma boneca de uma mulher negra contorcida e com pouca roupa. A imagem foi publicada na segunda-feira, justamente no dia em que se celebra o Dia de Martin Luther King, ilustrando uma entrevista que a renomada galerista deu ao site Buro 24/7, de propriedade de sua amiga Miroslava Duma. As críticas que a acusavam de racismo chegaram em seguida.

Horas depois, Zhukova emitiu um comunicado defendendo a escolha, alegando que a obra, realizada pelo artista norueguês Bjarne Melgaard faz, precisamente, um comentário sobre raça e gênero. “Odeio o racismo e gostaria de me desculpar ante aqueles que tenham se sentido ofendidos por esta imagem”, declarou Zhukova.

A polêmica cadeira é uma recriação da peça Chair, de 1969, assinada pelo artista pop Allen Jones, e que originalmente foi construída com um manequim branco. Na época, Jones foi acusado de misoginia. Uma das cópias faz parte da coleção da Tate Gallery. Jones, no entanto, não demorou em esclarecer à imprensa britânica que sua obra de arte não foi feita para ser utilizada como um móvel. “É a primeira vez que vejo que alguém senta nela. Deve ser bastante incômoda.”

A fotografia já foi retirada da conta de Instagram de Miroslava Duma, enquanto no Buro 24/7 foi recortada, de forma que a cadeira da discórdia desapareça do retrato.

Zhukova, que tem dois filhos com Abramovich, é presença habitual nas listas das mais bem vestidas, mas se dedica principalmente à arte contemporânea. Aventurou-se no design de moda com a marca de roupa Kova & T e dirigiu temporariamente a revista de tendências Pop, mas nos últimos anos tem se concentrado em sua fundação IRIS para a promoção da arte contemporânea. Através desse organismo lançou o centro artístico Garage em Moscou.

Dasha começou sem ser uma expert em arte, mas não há dúvida de que sabe de quem se aproximar. No passado organizou a exclusiva festa de verão da galeria londrina Serpentine e conta com o poderoso galerista Larry Gagosian entre seus aliados.

Moscovita de nascimento, aos 10 anos se mudou para os EUA com sua mãe, a bióloga molecular Elena Zhukova. Seu pai é Alexander Radkin Zhukov, um próspero empresário dedicado ao negócio do petróleo com residências em Londres e na Sardenha. Zhukova mantinha uma relação com o tenista Marat Safin, mas em 2005, em uma viagem à Rússia, conheceu Abramovich, que tinha então negócios com seu pai. Nunca havia lhe faltado nada, mas nesse momento sua vida assumiu uma velocidade vertiginosa.