A família Obama aproveita as festas de fim de ano em Honolulu

Os Obama passam 17 dias no Havaí onde desfrutam do golfe, de comer em restaurantes locais e da intimidade de sua casa

Como em todos os anos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sua mulher, Michelle, e suas duas filhas, Malia e Sasha, viajaram para o Havaí para passar as suas férias de fim de ano. O período de descanso começou em 20 de dezembro e vai durar, se nada impedir, até 5 de janeiro. Em 2012, o presidente teve que retornar urgentemente para Washington devido à paralisação do orçamento no Congresso. Tudo parece indicar que neste ano não será necessário.

Na quinta-feira, Obama assinou vários projetos de lei, incluindo o recente acordo sobre o orçamento aprovado pela Câmara e o Senado que define os níveis de gastos para os próximos dois anos e substitui alguns dos cortes feitos após o sequestro do governo em outubro por outros.

Seus dois cães, Bo e Sunny, também acompanham a primeira família dos EUA. Os Obama alugaram novamente neste ano a mesma casa à beira-mar no bairro de Kailua (Honolulu), na ilha de Oahu, a mais populosa do arquipélago. As férias chegam depois de um 2013 muito exigente para o presidente, um ano em que Obama viu a sua lei sobre o controle de armas fracassar no Congresso, a paralisação da reforma da imigração e como sua própria política, a lei da saúde, apresentou falhas no sistema.

“Claro que vou ter ideias melhores para o próximo ano, após alguns dias de descanso e sol”, admitiu o presidente, quando embarcava no avião presidencial Air Force One na sexta-feira passada. Normalmente durante Obama, que nasceu em Honolulu em 1961, não tem agenda pré-determinada e aproveita, como já fez em anos anteriores, para jogar golfe, ir para a academia e visitar restaurantes locais em família. Durante estes dias, o casal foi visto assistindo a um jogo de basquete e jantando em família num local na ilha. No entanto, há tradições que a primeira família dos EUA cumpre a cada ano.

Na noite de Natal, e pelo quarto ano consecutivo, Michelle colaborou como voluntária para o programa NORAD (fundado em 1958) que consiste em ligar para crianças em países como Sudão ou Egito, entre outros, para informar a elas sobre o envio dos presentes do Papai Noel. Também, como em todos os dias de Natal e após abrir os presentes com suas filhas na tranquilidade de sua casa, o casal Obama fez homenagens às tropas e às suas famílias “pelo sacrifício que fazem durante esta festividade e o resto do ano”. O evento aconteceu na base dos fuzileiros navais no Havaí, onde 580 recrutas convivem com suas famílias, e incluiu uma missa e um pequeno discurso.

“Michelle e eu temos consciência de que não desfrutaríamos da liberdade como fazemos se não fosse por vocês. A única coisa que podemos fazer é agradecer”, disse Obama, vestido informalmente durante o evento, segundo a AP. “Ontem [noite de Natal] falei com 10 colegas de vocês no Afeganistão, na Arábia Saudita e no Bahrein”, informou o presidente. Essa cerimônia é uma das poucas ocasiões em que os Obama aparecem em público durante sua estadia em Honolulu.

Em sua mensagem de Natal, gravada na Casa Branca antes de começar suas férias, a família Obama disse que “os norte-americanos deviam ajudar durante essas festas o próximo, os seus vizinhos, os mais necessitados”. “Dar um prato de sopa ao faminto, comprar presentes às crianças necessitadas, fazer companhia aos mais velhos. Feliz Natal a todos. Que Deus abençoe a todos.”

Segundo várias fontes, a primeira família gastará durante esses dias cerca de quatro milhões de dólares. Oahu, a segunda ilha com pior tráfico de todo o país, teve que se preparar para acolher a toda a comitiva presidencial durante pouco mais de duas semanas. A situação afeta a vida de seus habitantes e dos turistas.

Por exemplo, o bairro onde está localizada a sua residência encontra-se sob vigilância constante. Cada vez que a família se desloca, ela é acompanhada por 20 ou 30 veículos, e a Guarda Costeira proibiu a navegação nas proximidades da casa - atravessar a área pode resultar em uma multa de 40 mil dólares, entre outras medidas.

Para os próximos dias, e até o fim da sua estadia, Obama continuará treinando a cada manhã no Centro Fit Semper, jogará golfe em vários campos, como o Mid Pacific Country Club ou o Kaneohe Klipper; visitará o cemitério de Punchbowl, nadará em Pyramid e caminhará pela trilha de Maunawili. Para comemorar o fim do ano, a família Obama dará as boas-vindas a 2014 com um concurso de talentos na intimidade de seu lar.

As atividades do mandatário podem ser acompanhadas pela página da Casa Branca na Internet. “O presidente Obama se comprometeu a fazer com que seu governo seja o mais aberto e participativo da história. Por isso, neste ano, ele vai compartilhar suas férias de Natal no Havaí com o povo norte-americano”, diz a página.

O mais visto em ...Top 50