Novo álbum de Beyoncé vende 80.000 cópias em três horas

O disco 'Beyoncé' é composto por 14 músicas e 17 vídeos gravados pelo mundo, de Nova York ao Rio de Janeiro

Beyoncé durante um show recente em Phoenix, nos EUA.
Beyoncé durante um show recente em Phoenix, nos EUA.Robin Harper (Robin Harper/Invision/AP)

O novo álbum de Beyoncé atingiu a marca de 80.000 cópias vendidas em apenas três horas nesta sexta-feira, segundo o site da revista norte-americana Billboard, que cita fontes da indústria fonográfica. A cantora lançou hoje de surpresa e exclusivamente para o iTunes seu quinto álbum de estúdio como solista, e seu primeiro álbum visual, composto por 14 músicas e 17 vídeos gravados pelo mundo, de Nova York ou Paris até Sidney ou Rio de Janeiro.

Em um comunicado distribuído pela gravadora Sony, a artista explica que quis fazer um álbum visual porque ela vê a música.

"É mais do que posso ouvir. Quando estou ligada a algo, imediatamente vejo uma imagem ou uma série de imagens que estão ligadas a um sentimento ou uma emoção, uma lembrança de quando era pequena, pensamentos sobre a vida, meus sonhos e fantasias. E todos estão ligados à música", assegura Beyoncé.

O fato de que Beyoncé, título do álbum, saia à venda no dia em que se conhece a notícia de seu lançamento é uma nova estratégia da artista para oferecer sua música e conteúdos visuais diretamente a seus fãs, quando e da maneira que ela quiser, sem nenhum filtro.

Essa abordagem permite que seus fãs sejam os primeiros a ouvir, ver e se formar suas próprias opiniões sobre o álbum, sem intermediários, segundo a nota. "Não queria lançar meu novo disco como tinha feito até agora", afirma a cantora, que se mostra ávida por novas fórmulas.

"Sinto que posso me comunicar diretamente com meus fãs. Há tantas coisas entre a música, a artista e os fãs. Não queria que ninguém soubesse quando eu lançaria meu novo álbum. Queria que saísse à venda quando estivesse terminado, diretamente de mim para meus fãs", explica. Beyoncé já está disponível em todo mundo e exclusivamente na Loja iTunes.

Tratando-se de uma artista cujo material foi filtrado algumas vezes, se desenhou um meticuloso plano preventivo. O álbum será oferecido como uma unidade na qual cada música e cada vídeo poderão ser comprados conjuntamente, informa a gravadora. Hoje tem início a produção do álbum em edição física e o CD/DVD duplo estará disponível nas lojas os próximos Natal.

Por outra parte, o Facebook estreia de maneira exclusiva a primeira parte de Self-Titled, um minidocumentário que dá uma ideia geral de todo o projeto.

Nesse primeiro álbum visual, Beyoncé, que também é compositora, produtora e diretora, reuniu um destacado grupo de artistas, compositores, produtores e diretores de vídeo.

Entre eles se encontram JAY Z, Timbaland, Justin Timberlake, Pharrell Williams, Drake, The Dream, Sia, Ryan Tedder, Miguel, Frank Ocean, Hit-Boy, Ammo, Boots, Detail, Jake Nava, Hype Williams, Terry Richardson, Melina Matsoukas, Jonas Åkerlund, Ricky Saiz, Pierre Debusschere, @lilinternet, Noah "40" Shebib, Francesco Carrozzini, Caroline Polachek, Ed Burke, Bill Kirstein e Todd Tourso.

Os fãs inspiram esse álbum composto por músicas que exploram o amor, a perda, o medo, a raiva, a honestidade, a alegria, a sexualidade e a autoconfiança. Quanto aos vídeos, a maioria foi gravada durante sua turnê Mrs. Carter Show World Tour e mantida em segredo. Neles se captura cada uma das feições de Beyoncé, também com sua vulnerabilidade e imperfeições. "Só quero oferecer o álbum às pessoas que quero e respeito, e espero que eles também sintam o mesmo que senti ao gravar," assegura a cantora norte-americana.