Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Fernando Alonso correrá a Indy 500 e está fora do GP de Mônaco

Honda e McLaren autorizam piloto espanhol a não competir nesta prova da Fórmula 1

Fernando Alonso
Fernando Alonso. Getty

Fernando Alonso estará ausente este ano do Grande Prêmio de Mônaco para poder disputar as 500 Milhas de Indianápolis, em 28 de maio, segundo confirmou sua equipe, a McLaren. Ele fará a mítica prova norte-americana também em um carro da McLaren, em um projeto para o qual conta com seu total apoio. Dessa maneira, o carro terá as cores da equipe e um motor Honda, como o que Alonso está usando no Mundial de Fórmula 1.

“Estou tremendamente emocionado porque vou correr a Indy 500 deste ano com a McLaren, Honda e Andretti Autosport”, afirma Alonso, em nota distribuída pela McLaren. Um dos sonhos do piloto é ganhar a “tríplice coroa”: o GP de Mônaco de Fórmula 1 (que já tem), as 500 Milhas de Indianápolis e as 24 Horas de Le Mans. “É um feito que só foi realizado por um piloto na história: Graham Hill”, diz Alonso.

“Nunca corri com um IndyCar nem dirigi em uma superspeedway, mas acredito que me adaptarei rapidamente. Assisti a muitas dessas corridas pela televisão e fica claro que é necessária uma grande precisão, pois os outros carros estão sempre próximos demais, a mais de 350 quilômetros por hora”, comenta o piloto espanhol.

Alonso irá correr com a equipe da Andretti Autosport pela McLaren e com um motor Honda 2,2 litros Turbocompressor V6, limitado a 12.000 rpm, conforme o regulamento dos IndyCar. O CEO da Andretti é Michael Andretti, que correu na Fórmula 1 com a atual equipe do espanhol na temporada de 1993 como companheiro de Ayrton Senna.

A notícia chega em um momento de tensão entre Alonso e sua equipe. Depois de uma temporada bastante complicada, com várias falhas do motor Honda de seu carro, o piloto registrou dois abandonos com a mesma quantidade de corridas no Mundial de Fórmula 1.

Andretti, CEO da equipe que Alonso irá representar nas 500 Milhas, disse não estar preocupado com a “falta de experiência” do piloto espanhol nesse tipo de prova. “Acredito que Indianápolis é o melhor lugar para os novatos porque se tem muito tempo para treinar na própria pista. Mesmo um iniciante pode vencer a prova. Fernando é um grande talento e tenho certeza de que irá nos representar muito bem”, disse o fundador da equipe, segundo declarações divulgadas no site da McLaren.

MAIS INFORMAÇÕES