Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

O gráfico do ‘Brexit’ que mostra como os mais velhos decidiram o futuro dos mais jovens

Gráfico baseado em pesquisas dos últimos dias mostra a brecha geracional no resultado do referendo

Resultado 'Brexit' Reino Unido
Pequeno grupo de jovens protestam contra a saída do Reino Unido da UE. AFP

O voto a favor de permanecer na União Europeia não vinha apenas da Escócia, Irlanda do Norte e Londres. Também dos jovens: era maioritário entre os menores de 50 anos, especialmente entre os que não fizeram ainda 25 anos. No entanto, a maioria dos mais velhos apostaram por deixar o bloco europeu.

Como pode ser visto neste gráfico (que foi compartilhado milhares de vezes no Twitter), os mais jovens são os que mais tempo terão que viver com uma decisão que, em sua maioria, não estão de acordo. Segundo uma pesquisa da empresa de investigação de mercado YouGov, 64% dos britânicos de entre 18 e 24 anos prefeririam ficar na UE. Tendo em vista a esperança de vida e que este processo não parece ser facilmente reversível, esses cidadãos passarão o resto de sua vida, quase 70 anos, fora dela.

Neste outro gráfico de YouGov pode se ver como cresce com a idade a preferência pelo Brexit, independente de suas preferências partidárias, com a exceção dos nacionalistas e conservadores UKIP.

Também pode ser constatado a preferência por permanecer na UE entre os votantes com mais estudos, excetuando, uma vez mais, os partidários do UKIP.

Aproveitando a metáfora da brecha geracional, outra metáfora:

MAIS INFORMAÇÕES