Coluna
i

Como argumentar com quem acredita em teorias conspiratórias

Elas fortalecem a autoestima de seus adeptos e oferecem a ilusão de ordem e segurança em um mundo imprevisível; coerência e lógica são secundárias

Manifestantes exibem bandeira da teoria da conspiração QAnon, em um protesto em 22 de agosto em Los Angeles.
Manifestantes exibem bandeira da teoria da conspiração QAnon, em um protesto em 22 de agosto em Los Angeles.KYLE GRILLOT / AFP

Durante uma recente caminhada pelo centro de Berlim, deparei com um grupo de manifestantes portando faixas críticas à política oficial de contenção ao novo coronavírus. Ao me aproximar, percebi que eram seguidores de várias teorias da conspiração relacionadas à covid-19. Uma faixa chegava a afirmar: “Não existe o vírus”. Outro afirmava: “Nós dizemos ‘não’ a Bill Gates.” Quando pe...

Mais informações