Emirados Árabes Unidos

Achado morto em Londres um príncipe herdeiro dos Emirados Árabes

Corpo de Khalid Al Qasimi, de 39 anos, foi encontrado em um apartamento de Knightsbridge. O estilista de moda é o segundo filho do xeque Mohammed Al Qasimi

O estilista Khalid Al Qasimi, durante a Semana da Moda de Londres, em junho.
O estilista Khalid Al Qasimi, durante a Semana da Moda de Londres, em junho.GETTY IMAGES

Mais informações

Um dos príncipes herdeiros dos Emirados Árabes Unidos, o estilista de moda Khalid Al Qasimi, de 39 anos, foi encontrado morto em um apartamento de Londres, segundo confirmou nesta quarta-feira a polícia britânica, que continua com a investigação e não deu detalhes das circunstâncias da morte.

Khalid Al Qasimi, o segundo filho do xeque Mohammed Al Qasimi, governante do território de Sharjah, trabalhava como estilista e tinha marca própria, a Qasimi. Seu corpo foi encontrado na segunda-feira, quando os serviços de emergência, atendendo a um chamado, foram a um endereço no distrito central de Knightsbridge.

"Com grande tristeza comunicamos que Khalid Al Qasimi faleceu inesperadamente em 1º de Julho de 2019. Sua alteza real anunciou uma cerimônia de três dias de luto e bandeiras tremularão a meio mastro. [...] O mundo do design perdeu um grande pensador e artista e pedimos que seja respeitada a privacidade da família, de sua equipe e de sua marca nestes tempos difíceis ", informou a marca dele em um comunicado.

A polícia metropolitana de Londres (Met) investiga as causas da morte de Al Qasimi. Nesta terça-feira foi realizada uma autópsia no corpo, que ainda não determinou a causa da morte.

O estilista fundou sua marca de moda em 2008 e apresentou suas coleções com grande sucesso de crítica em desfiles das Semanas de Moda de Londres e Paris. Khalid Al Qasimi se mudou para o Reino Unido quando tinha nove anos e, depois de passar pela escola Tonbridge, ingressou na University College London, onde estudou francês e espanhol, e continuou a sua formação em arquitetura e moda na universidade de arte Central Saint Martins.

De acordo com alguns órgãos da mídia sensacionalista como The Sun, Khalid Al Qasimi estava no meio de uma festa de "drogas e sexo" em seu sótão. "Houve uma festa em que alguns convidados estavam consumindo drogas e mantinham relações sexuais entre si. Khalid pode ter morrido de modo repentino por drogas. Além da investigação oficial, teve início uma investigação interna urgente e os participantes receberam ordens de manter silêncio", disse uma fonte ao jornal britânico.

A morte de Khalid Al Qasimi ocorre 20 anos depois que seu irmão mais velho, Mohammed bin Sultan Al Qasimi, morreu de uma overdose de drogas aos 24 anos, em 1999.