Seleccione Edição
Login
Nazaré Flor
Grupo de percussão 'Balanço do Coqueiro' faz homenagem a Nazaré Flor no assentamento Maceió.

“Nazaré é um espelho para gente”: a memória e o legado de uma líder rural

16 fotos

Como a imagem de uma das fundadoras do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste ainda move as moradoras de um assentamento no Ceará

  • Maria Nazaré de Sousa, ou Nazaré Flor como era conhecida, foi uma das fundadoras do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste. Do assentamento Maceió, em Itapipoca (CE), desempenhou importante papel de liderança e conquistas para a comunidade. Além da militância política, Nazaré foi poeta, cantora, educadora e trabalhadora rural. Faleceu em 2007, vítima de um câncer, mas seu legado é lembrado até hoje no assentamento. As fotos e o livro publicado por ela são parte to acervo da família.
    1Maria Nazaré de Sousa, ou Nazaré Flor como era conhecida, foi uma das fundadoras do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste. Do assentamento Maceió, em Itapipoca (CE), desempenhou importante papel de liderança e conquistas para a comunidade. Além da militância política, Nazaré foi poeta, cantora, educadora e trabalhadora rural. Faleceu em 2007, vítima de um câncer, mas seu legado é lembrado até hoje no assentamento. As fotos e o livro publicado por ela são parte to acervo da família.
  • Decidida a rodar um filme para contar a história de mulheres do sertão brasileiro, a diretora Shaynna Pidori descobriu Nazaré em suas andanças em 2005. As gravações ficaram guardadas até que ela fosse selecionada pelo Rumos Itaú Cultural, no ano passado, e pudesse concluir as edições. "A ideia inicial era fazer um filme com sete mulheres do sertão, mas acabou virando um média somente sobre Nazaré", conta a diretora. "Ela tinha muita expectativa com o filme".
    2Decidida a rodar um filme para contar a história de mulheres do sertão brasileiro, a diretora Shaynna Pidori descobriu Nazaré em suas andanças em 2005. As gravações ficaram guardadas até que ela fosse selecionada pelo Rumos Itaú Cultural, no ano passado, e pudesse concluir as edições. "A ideia inicial era fazer um filme com sete mulheres do sertão, mas acabou virando um média somente sobre Nazaré", conta a diretora. "Ela tinha muita expectativa com o filme".
  • No final de abril, a diretora voltou ao assentamento Maceió para lançar , finalmente, seu filme 'Terra de Nazaré'. A sessão ocorreu ao lado da igreja da comunidade do Apiques. O assentamento é formado por 12 comunidades.
    3No final de abril, a diretora voltou ao assentamento Maceió para lançar , finalmente, seu filme 'Terra de Nazaré'. A sessão ocorreu ao lado da igreja da comunidade do Apiques. O assentamento é formado por 12 comunidades.
  • A igreja do Apiques, onde o filme foi exibido, era um dos sonhos de Nazaré. Foi construída três anos após a sua morte e ainda não foi concluída. Por não haver um padre na comunidade, quem realiza as celebrações são as mulheres, como a filha de Nazaré, Valda Matias.
    4A igreja do Apiques, onde o filme foi exibido, era um dos sonhos de Nazaré. Foi construída três anos após a sua morte e ainda não foi concluída. Por não haver um padre na comunidade, quem realiza as celebrações são as mulheres, como a filha de Nazaré, Valda Matias.
  • Valda Matias, filha de Nazaré: "Quando ela faleceu, todo mundo achou que a comunidade iria acabar. Mas a gente se reergueu e hoje estamos mais unidos". Hoje, Valda é professora de uma das escolas de ensino fundamental da comunidade que ela mesma ajudou a construir. "Lembro da gente em fila, com tijolo na cabeça. Todo mundo ajudou na construção", diz ela.
    5Valda Matias, filha de Nazaré: "Quando ela faleceu, todo mundo achou que a comunidade iria acabar. Mas a gente se reergueu e hoje estamos mais unidos". Hoje, Valda é professora de uma das escolas de ensino fundamental da comunidade que ela mesma ajudou a construir. "Lembro da gente em fila, com tijolo na cabeça. Todo mundo ajudou na construção", diz ela.
  • A Escola Maria Nazaré de Sousa é a única de Ensino Médio existente em todo o assentamento Maceió, formado por cerca de 1.000 famílias. Antes de sua fundação, grande parte dos alunos só completava o ensino fundamental pois não conseguia ir até o centro de Itapipoca para estudar. Assim como a igreja, a Escola Maria Nazaré de Sousa era outro sonho da líder rural, e passou a funcionar poucos anos após a sua morte.
    6A Escola Maria Nazaré de Sousa é a única de Ensino Médio existente em todo o assentamento Maceió, formado por cerca de 1.000 famílias. Antes de sua fundação, grande parte dos alunos só completava o ensino fundamental pois não conseguia ir até o centro de Itapipoca para estudar. Assim como a igreja, a Escola Maria Nazaré de Sousa era outro sonho da líder rural, e passou a funcionar poucos anos após a sua morte.
  • Antes da exibição do filme 'Terra de Nazaré', o grupo de percussão 'Balanço do Coqueiro' se apresentou em homenagem à líder.
    7Antes da exibição do filme 'Terra de Nazaré', o grupo de percussão 'Balanço do Coqueiro' se apresentou em homenagem à líder.
  • Bárbara dos Santos, do grupo de percussão 'Balanço do Coqueiro' explica que busca levar, por meio das apresentações, um pouco da história do assentamento. "Desde pequena ouço as histórias do assentamento e de quanto Nazaré foi importante. Por isso, hoje tentamos levar para fora daqui a marca do nosso lugar", diz. "Nazaré é um espelho para a gente".
    8Bárbara dos Santos, do grupo de percussão 'Balanço do Coqueiro' explica que busca levar, por meio das apresentações, um pouco da história do assentamento. "Desde pequena ouço as histórias do assentamento e de quanto Nazaré foi importante. Por isso, hoje tentamos levar para fora daqui a marca do nosso lugar", diz. "Nazaré é um espelho para a gente".
  • Vera Lúcia Teixeira foi uma das fundadoras do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste junto com Nazaré. "A gente ia de porta em porta convocar as mulheres para as reuniões", lembra ela. "Nazaré nunca se curvou diante das ameaças e das injustiças".
    9Vera Lúcia Teixeira foi uma das fundadoras do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste junto com Nazaré. "A gente ia de porta em porta convocar as mulheres para as reuniões", lembra ela. "Nazaré nunca se curvou diante das ameaças e das injustiças".
  • Maria Salete Félix Pinto conta que entrou no movimento a convite de Nazaré. "Quando muitas mulheres não puderam falar, Nazaré esteve lá gritando por elas", diz. "E pertinho de morrer ela me pediu para que eu não deixasse o movimento acabar. Temos essa missão".
    10Maria Salete Félix Pinto conta que entrou no movimento a convite de Nazaré. "Quando muitas mulheres não puderam falar, Nazaré esteve lá gritando por elas", diz. "E pertinho de morrer ela me pediu para que eu não deixasse o movimento acabar. Temos essa missão".
  • Cícera Nunes é a primeira mulher a presidir a Federação de Trabalhadores na Agricultura Familiar de Pernambuco. Ela conta que conheceu Nazaré quando era mais nova e se encantou. "A fala de Nazaré me inspirava. Ela deixou um legado no mundo".
    11Cícera Nunes é a primeira mulher a presidir a Federação de Trabalhadores na Agricultura Familiar de Pernambuco. Ela conta que conheceu Nazaré quando era mais nova e se encantou. "A fala de Nazaré me inspirava. Ela deixou um legado no mundo".
  • Francisca Rodrigues de Souza lembra com orgulho da "professora Nazaré". "Ela me ensinou a ler. Ela era tudo para mim".
    12Francisca Rodrigues de Souza lembra com orgulho da "professora Nazaré". "Ela me ensinou a ler. Ela era tudo para mim".
  • Socorro Rodrigues lembra do papel que Nazaré tem, até hoje, para a comunidade. "Ela deixou um legado muito forte em termos de coragem".
    13Socorro Rodrigues lembra do papel que Nazaré tem, até hoje, para a comunidade. "Ela deixou um legado muito forte em termos de coragem".
  • O assentamento Maceió fica no município de Itapipoca (CE). Sua paisagem é composta por mar, dunas e lagoas.
    14O assentamento Maceió fica no município de Itapipoca (CE). Sua paisagem é composta por mar, dunas e lagoas.
  • O cemitério do assentamento fica na areia da praia do Apiques.
    15O cemitério do assentamento fica na areia da praia do Apiques.
  • O corpo de Maria Nazaré de Sousa está enterrado no cemitério do assentamento. Ela morreu vítima de um câncer no útero, em 2007, aos 55 anos.
    16O corpo de Maria Nazaré de Sousa está enterrado no cemitério do assentamento. Ela morreu vítima de um câncer no útero, em 2007, aos 55 anos.

MAIS INFORMAÇÕES