'The Other Side of the Wind'

Netflix lançará nos cinemas filme inacabado de Orson Welles

Plataforma 'online' confirma que 'The Other Side of the Wind' estreará também em "numerosas salas", embora não dê mais detalhes

Orson Welles, Peter Bogdanovich e John Huston, durante a filmagem de 'The Other Side of the Wind'.
Orson Welles, Peter Bogdanovich e John Huston, durante a filmagem de 'The Other Side of the Wind'.INDIEGOGO

The Other Side of the Wind (O outro lado do vento), o célebre filme inacabado de Orson Welles, será visto também nos cinemas. O colosso audiovisual online Netflix, que restaurou, concluiu e distribuirá mundialmente a obra, decidiu que ela bem merece uma exceção em sua política habitual: normalmente a plataforma lança suas séries e filmes diretamente online, e apenas em algumas ocasiões prevê uma breve e limitada exibição em cinemas. Neste caso, porém, uma fonte da empresa confirmou ao site especializado Indiewire que o longa poderá ser visto em “numerosas projeções em cinemas”, embora não dê mais detalhes.

MAIS INFORMAÇÕES

Orson Welles escreveu (com a atriz Oja Kodar) e dirigiu nos anos setenta o projeto que pretendia ser um canto do cisne: uma mordaz sátira sobre Hollywood com evidente tom autobiográfico. The Other Side of The Wind conta a história de Jack Hannaford, um diretor que programa seu regresso aos grandes estúdios depois de um longo exílio europeu, como o que Welles de fato vivenciou. A trama se concentra na festa do 70º aniversário do cineasta e no novo filme que ele prepara, que será seu último.

Welles morreu em 1985, antes de terminar o filme. Do projeto participaram nomes como Peter Bogdanovich, Claude Chabrol, Lilli Palmer, Edmond O’Brien, Dennis Hopper e Norman Foster. John Huston interpreta o alter ego de Welles. Bogdanovich foi consultado pela Netflix para a restauração do filme, que pôde assistir em uma projeção privada em janeiro, à qual também compareceram Quentin Tarantino, Paul Thomas Anderson e Rian Johnson, segundo o Indiewire.

Estava previsto que o filme estrearia no recente Festival de Cannes, mas a oposição de sua direção levou a Netflix a retirar a possível participação de cinco filmes da plataforma no evento. Cannes mudou nesta edição seu regulamento para impedir que se incluíssem em sua seção oficial filmes que não tenham garantida a estreia em salas de cinema na França, depois das polêmicas causadas, em 2017, pela presença na competição pela Palma de Ouro de dois filmes da Netflix (Okja e Os Meyerowitz: Família Não se Escolhe), destinados a ser exibidos somente online. Okja, assim como outros filmes recentes da Netflix (The Breadwinner, Mudbound – Lágrimas sobre o Mississippi), teve uma estreia muito limitada em cinemas. Em troca de renunciar aos cinemas, a plataforma garante ao diretor que seu filme chegará a uma audiência mundial de mais de 100 milhões de usuários. The Other Side of The Wind pelo visto nem sequer terá que escolher: ficará com ambas as opções.

Arquivado Em: