O

Uma onda de frio extremo açoita o norte da América e congela parte do famoso salto d’água, uma situação que não ocorria desde 2014

Paisagem congelada nas cataratas do Niágara (Ontário) depois das baixas temperaturas e fortes nevascas.
Paisagem congelada nas cataratas do Niágara (Ontário) depois das baixas temperaturas e fortes nevascas.Aaron Lynett / AP
Washington / Madri - 01 ene 2018 - 19:34 UTC

Chegam em massa, atraídos pelo impressionante espetáculo do grande salto d’água de mais de 60 metros, cujo lago serve como fronteira natural entre Estados Unidos e Canadá. Mas algo está se passando nas últimas horas que torna ainda mais impactante a paisagem. À beleza deste fenômeno natural se uniu uma situação pouco habitual em Ontário: o congelamento de boa parte do imponente e furioso curso de água.

Há vários dias, uma onda de frio açoita a América do Norte, com temperaturas excepcionalmente baixas. Na zona das cataratas do Niágara alcançaram 10 graus abaixo de zero. É preciso voltar a janeiro de 2014, quando o termômetro marcava -19 graus para encontrar um espetáculo similar.

O frio também veio acompanhado de nevasca recorde. Em Erie, não longe das cataratas do Niágara, caiu 1,5 metro de neve em apenas 48 horas.

Fotogalería

O mais visto em ...

Top 50