Bitcoin perde mais de 30% do valor na pior semana desde 2013

Moeda digital se distancia do recorde de 20.000 dólares e cai para 13.000

O bitcoin sofreu nesta semana a maior queda desde 2013
O bitcoin sofreu nesta semana a maior queda desde 2013DADO RUVIC (REUTERS)

O bitcoin não é apto para cardíacos. Após seu valor se multiplicar por 20 desde o início do ano, a criptomoeda mais famosa do mundo fecha agora uma semana de pesadelo. Roçou os 20.000 dólares (66.000 reais) domingo passado, mas desde então despencou mais de 30%. Num dia marcado por altas e quedas brutais, o bitcoin chegou a valer menos que 11.000 dólares (33.000 reais), segundo dados da Coindesk, mas depois se recuperou um pouco e estacionou nos 13.000 (43.000 reais). Esta é sua pior semana desde 2013.

Mais informações

O panorama já não era bom desde a última quarta-feira, quando, após dois dias seguidos de quedas, a plataforma sul-coreana de criptomoedas Youbit anunciou falência após sofrer um roubo virtual. A notícia acelerou a queda do bitcoin, que perdeu 15% do valor. Um dia depois, o governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou que a alta dos últimos meses era algo “anormal”.

Ainda mais grave, porém, foi o que aconteceu na sexta. As perdas provocaram um tombo superior a 20% num único dia. O debate sobre a bolha das criptomoedas, um produto extremamente volátil, promete trazer drásticos vaivéns depois disso. “Muitos investidores têm esperado essa correção. Com o fim do ano se aproximando, vários deles preferem embolsar os lucros e abandonar a moeda dizendo ‘muito obrigado’. Podem, assim, fechar o livro-caixa para o período de férias”, disse à Reuters, em Londres, Charles Hayter, fundador do site Cryptocompare.

Atrasos nas operações

Os problemas do bitcoin se intensificaram após o vazamento das críticas a casas de câmbio como a Coinbase por demoras nas transações, em virtude da avalanche de pedidos de investidores que queriam comprar ou vender moedas digitais. O mercado do bitcoin é muito volátil, já que os movimentos de alguns investidores podem provocar grandes variações.

Ainda é cedo para saber se essa queda significa o que muitos analistas previam há tempos – o estouro definitivo da bolha. Ou se seria apenas um ajuste passageiro ante os impressionantes aumentos dos últimos tempos: em pouco mais de dois meses, o bitcoin passara de 5.000 para quase 20.000 dólares.