O império de Millie Bobby Brown

Aos 13 anos, atriz de ‘Stranger Things’ se transformou em um fenômeno artístico e midiático representado pelos agentes de Steven Spielberg e Charlize Theron

Millie Bobby Brown, em Nova York na semana passada.
Millie Bobby Brown, em Nova York na semana passada. (GETTY)

MAIS INFORMAÇÕES

Em que se parecem Jennifer Lawrence, Gillian Anderson e Millie Bobby Brown? No fato de que têm o mesmo estilista, Thomas Carter Phillips, quando pisam no tapete vermelho. Além disso, a pequena britânica nascida há 13 anos na cidade espanhola de Marbella se parece com Gwyneth Paltrow e Emma Stone no cabelo − todas elas sob os cuidados do cabeleireiro Blake Erik. A protagonista da série Stranger Things é comparada com Judy Garland por ter começado cedo, com Meryl Streep pela qualidade de sua interpretação e até com uma versão feminina de Tom Cruise por seu domínio diante das câmeras. Daí que ela seja representada pela agência das estrelas William Morris Endevour, em mãos de três agentes que conduzem as carteiras de Dakota Johnson, Steven Spielberg e Charlize Theron.

Ela conseguiu tudo isso em apenas dois anos, porque em 2015 Brown voltava para casa em Bournemouth, Inglaterra, com a cabeça baixa depois do que se acreditava ter sido uma fracassada tentativa de realizar o sonho de ser atriz. Agora, a jovem Eleven de Stranger Things mente como as boas estrelas. "Eu realmente não posso dizer quando soube que queria ser atriz, porque é algo que sempre tive dentro de mim, como um vírus", afirma em entrevista ao EL PAÍS. Diz também que nunca estudou interpretação nem fez uma obra natalina, algo que uma de suas primeiras professoras contradiz, lembrando a representação do nascimento de Jesus da qual Brown participou na escola quando tinha 5 anos. "Já dava para ver que ela gostava do palco", assinalou à imprensa britânica a professora Gemma Hill, que a conheceu naquela época.

Brown também diz que não tem amigos além da turma de Stranger Things. "Mas é uma grande honra trabalhar com os amigos", comenta. A amizade com colegas de série é visível. Principalmente com Sadie Sink, que entrou na segunda temporada da série. Mas seu grupinho é mais amplo e a ele pertencem Kaia Gerber, filha de Rande Gerber e Cindy Crawford, e também a atriz e modelo Maddie Ziegler − de quem Brown pendurou recentemente uma foto juntamente com ela própria e sua outra amiga, a atriz e cantora Hailee Steinfeld, à qual deu o título de freaks ("esquisitas"). Outra de suas amigas é Paris Jackson, com quem Brown dá asas à sua outra paixão, a música. Não lhe importa como canta, nem mesmo que quando atue não escute bem, porque é surda de um ouvido, um problema de nascença.

Talvez por isso, em Brown o que mais surpreende é o poder de seu olhar. E a câmera o adora. Por esse motivo, é o novo rosto da Calvin Klein e também promove os tênis Converse. Sendo tão jovem, sua presença vestindo Gucci, Burberry, Valentino ou Louis Vuitton sempre causa sensação. Daí que a revista Vogue lhe conceda a honra de ter revolucionado o tapete vermelho. A honra chega com um preço. Segundo o Daily Mail, a adolescente de 13 anos conta com um império avaliado em 5,65 milhões de euros (21,6 milhões de reais) entre seu salário como atriz e seus patrocínios. Em Stranger Things, cobra 26.000 euros (99.000 reais) por episódio mais extras. Um salário que para seu primeiro longa-metragem, Godzilla: King of Monsters, com lançamento previsto para 2019, aumentou para 870.000 euros (3,3 milhões de reais) mais 5% dos lucros, e de 2,6 milhões a 3,8 milhões de euros (9,9 milhões a 14,5 milhões de reais) para o filme seguinte da saga.

"Lembro claramente de um 15 de julho quando íamos ao Lago Tahoe (EUA) e eu tinha 24 seguidores no Instagram. Três meses depois, cheguei a quase 2 milhões", contou a atriz quando participou da Comic-Con. Agora ela tem 5,5 milhões no Instagram e 834.000 no Twitter. Seus irmãos mais velhos, Charlie e Paige, administram suas redes sociais e seus pais, Robert e Kelly, largaram tudo para conduzir sua carreira e acompanhá-la nas viagens. Um império chamado Brown, que cresce tão rápido como mundo ao contrário que lhe deu fama.

Um sucesso nostálgico mundial

Com Stranger Things, a Netflix conseguiu um de seus grandes triunfos. Embora a plataforma online não forneça dados de audiência, os resultados da medição que a Nielsen começou a fazer nos Estados Unidos a situam como uma das séries mais vistas da TV paga, com 15,8 milhões de espectadores para seu primeiro capítulo em apenas três dias.

Um dos segredos do sucesso da série é sua aposta na nostalgia dos anos 80 e as homenagens à cultura daquela década. O outro é o grupo de crianças protagonistas.

Gaten Matarazzo, Caleb McLaughlin, Noah Schnapp, Finn Wolfhard e Millie Bobby Brown se transformaram nas estrelas mais cotadas da série, cantando rap nos Globos de Ouro, dançando nos prêmios Emmy e promovendo intensamente a segunda temporada da série, chegando a ofuscar a própria Winona Ryder, sua companheira na série.

Arquivado Em: