Seleccione Edição
Login

Neymar: Liga Espanhola recusa pagamento dos 222 milhões de euros da cláusula de jogador

Os advogados do jogador, que quer ir para o PSG, tentam sem sucesso depositar a soma para a entidade

Neymar no PSG
Neymar, com a camisa do Barcelona em uma partida da Liga 16-17. AFP

A Liga Espanhola rejeitou na quinta-feira, dia 2 de agosto, o depósito da cláusula de rescisão que os advogados de Neymar estavam dispostos a fazer. Neymar, que pretende jogar a partir desta temporada no Paris Saint Germain (PSG), queria liberar sua saída do Barcelona com os 222 milhões de euros (cerca de 800 milhões de reais) exigidos por seu contrato para colocar fim à novela interminável que abalou o clube azul-grená neste verão europeu. A Liga tinha anunciado na quarta-feira que não aceitaria o pagamento de tal cláusula por considerar que não cumpre as regras do jogo limpo financeiro e assim o fez, segundo confirmou o EL PAÍS. É a primeira vez que o órgão age dessa maneira.

O trâmite para o pagamento da cláusula é executado na sede da Liga. Normalmente, é feito com um cheque emitido pelo clube contratante em favor do clube de procedência. Para isso, há várias formas. A mais comum é que se apresentem o jogador e o clube, ou um procurador dos dois, mas é imprescindível a presença do futebolista (ou seu representante), que é quem rompe o contrato, como aconteceu nesse caso.

O clube francês, propriedade do multimilionário do Catar Nasser Al-Khelaifi, porá o mercado de pernas pro ar com uma compra que ultrapassa em 100 milhões de euros (em torno de 360 milhões de reais) a anterior mais cara da história, que foi a ida de Paul Pogba do Juventus para o Manchester United por 120 milhões (432 milhões de reais). Até agora, a contratação mais cara desta temporada tinha sido a de Lukaku (Manchester United, 84 milhões de euros ou 302 milhões de reais), seguido de Morata (Chelsea, 80 milhões de euros ou 288 milhões de reais), Mendy (City, 57 milhões de euros ou 205 milhões de reais) e Lacazette (Arsenal, 53 milhões de euros ou 190 milhões de reais).

Na quarta-feira, dia 2, Neymar tinha passado pelo clube para se despedir de seus colegas e o Barcelona tornou oficial sua intenção de ir embora. Lionel Messi, seu agora ex-colega, tinha homenageado-o em uma de suas redes sociais com uma mensagem afetuosa acompanhada de um vídeo. O Barça lhe deu permissão para não treinar e resolver seu futuro.

A saída de Neymar também é, logicamente, a mais cara de um clube espanhol. De fato, o Barcelona recebe com esta operação praticamente a metade do que até agora todas as equipes da Liga com suas vendas na temporada tinham recebido.

O atacante brasileiro sai do Barcelona depois de quatro temporadas, 186 partidas, 105 gols, 80 assistências e muitas noites para a memória azul-grená, como a goleada contra o PSG na Champions League, que ele mesmo liderou. Sua passagem pela Espanha também deixa um clube processado por sua contratação, caso que está nos tribunais.

MAIS INFORMAÇÕES