Cinema

Daniel Day-Lewis anuncia que vai se aposentar

Ator, único que ganhou três Oscars de melhor intérprete, diz em comunicado que é uma “decisão particular”

Daniel Day-Lewis recebe o Oscar pelo filme “Lincoln”.
Daniel Day-Lewis recebe o Oscar pelo filme “Lincoln”.Mario Anzuoni (REUTERS)

MAIS INFORMAÇÕES

Daniel Day-Lewis anunciou na terça-feira, aos 60 anos, que abandona sua brilhante carreira como ator. O único que ganhou três Oscars por seus papéis protagonistas nos filmes Meu Pé Esquerdo, Sangue Negro e Lincoln, disse em um comunicado que se aposenta por uma “decisão particular”, como publicado na terça-feira pela revista Variety.

No comunicado divulgado por sua porta-voz, Leslee Dart, o ator assegura que está “imensamente grato” aos colaboradores que teve ao longo de sua carreira e ao público, e deixa claro que nem ele nem seus representantes farão mais comentários sobre esta decisão.

O versátil Day-Lewis, nascido em Londres, filho do poeta Cecil Day-Lewis e da atriz Jill Balcon, estreou com 14 anos no filme Domingo Maldito. Ganhou cinco libras por um dia de trabalho, que consistiu em bancar o valentão com outros meninos do bairro e andar por uma rua riscando com um pedaço de vidro uma fileira de carros de luxo.

Depois de anos de trabalho no teatro e televisão Day-Lewis alcançou o sucesso em 1985 com a estreia de Minha Adorável Lavanderia, no qual interpretou um punk homofóbico, e Uma Janela para o Amor, dando vida a um dândi.

Seu primeiro Oscar chegou em 1989 com o protagonista de Meu Pé Esquerdo. Repetiu em 2007 com seu trabalho em Sangue Negro e em 2012 com Lincoln.

Day-Lewis encerra sua carreira com vinte filmes em seu currículo, nos quais consolidou a fama de ser muito seletivo e de preparar cuidadosamente seus personagens, nos quais mergulha de forma obsessiva.

Assegurou, no entanto, que não se preocupa em ler muitos roteiros. “Às vezes não leio nenhum”, explicou. “Por exemplo, quando termino de trabalhar passo um bom tempo sem ler roteiros. Leio livros, que são mais enriquecedores. Quando leio roteiros, faço de forma muito seletiva. Se fosse ler tudo que chega para mim, ficaria louco. A qualidade média é muito pobre”.

O ator deixa um filme que vai estrear. Trata-se de Phantom Thread, uma história ambientada no mundo da moda dos anos 50 do século passado em Londres, que chegará às telas em dezembro.

Arquivado Em: