Por que os ursos panda são preto e branco?

As listas das zebras servem para evitar a picada das moscas, mas os pandas são distintos

Urso panda no zoo de Washington.
Urso panda no zoo de Washington.PABLO MARTINEZ MONSIVAIS (AP)

Os mesmos pesquisadores que concluíram que as listas das zebras servem para evitar a picada das moscas constataram que os ursos panda –os únicos que não são monocromáticos– são de cor preta e branca para se camuflarem e se comunicarem. Um estudo publicado na revista Behavioral Ecology, realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia Davis e da Universidade do Estado da Califórnia, indica que a maior parte do corpo desses animais, como a cara, o pescoço e o quadril está coberta de branco para se esconderem com facilidade na neve. E os braços e as pernas são pretos porque isso os ajuda a se esconderem nas sombras da floresta.

MAIS INFORMAÇÕES

"Entender por que o panda gigante tem esta cor é uma velha incógnita que não havia sido possível desvendar até agora porque, como nenhum outro mamífero tem essa aparência, não se podia fazer analogias”, explica Tim Caro, líder do estudo e pesquisador na Universidade Califórnia Davis, em um comunicado.

O que explica por que somente o panda tem essa cor é sua dieta especial, centrada no bambu. Trata-se de um alimento tão leve que esses ursos não conseguem suficiente energia para hibernar, e por isso se veem obrigados a caminhar tanto pela neve como nas sombras da floresta. As marcas escuras em sua cabeça, por sua vez, se relacionam com a comunicação. Os cientistas acreditam que as orelhas pretas contribuem para intimidar possíveis agressores e que as manchas escuras em torno dos olhos são como uma digital individual relacionada com seu reconhecimento.

Para chegar a esses resultados os pesquisadores estudaram cada parte do corpo do panda de modo independente para compará-las com as mesmas partes do corpo de outros animais –195 espécies carnívoras e 39 subespécies de ursos, com as quais está aparentado. Depois, vincularam as cores com diversas variáveis ecológicas, genéticas e de comportamento dos animais. A equipe de Caro não encontrou evidências de que o branco e o preto do panda sirva para regular sua temperatura (porque o branco reflete mais calor que o preto), tal como propunham outros cientistas. Sua conclusão é que a cor do panda é resultado de “um conjunto de funções que lhes permite se camuflarem em diferentes ambientes e se comunicarem por meio de traços faciais”.