Seleccione Edição
Login

Bale será operado e ficará de quatro a seis semanas sem jogar

Jogador galês do Real Madrid passará por cirurgia no tornozelo em 29 de novembro, em Londres

Bale segura a perna após a lesão no estádio Alvalade, Lisboa. EFE-Quality

Pouco mais de 48 horas após Gareth Bale sair com dores do estádio José Alvalade de Lisboa consciente de que a pancada recebida no tornozelo direito pelo zagueiro Coates era mais do que uma simples pancada, o Real Madrid confirmou os piores prognósticos sobre o jogador galês. Bale será operado da lesão traumática dos tendões peroneais do tornozelo direito e ficará sem jogar de quatro a seis semanas.

O Real anunciou em um comunicado a decisão, tomada pelo departamento médico do clube, e Bale será operado em 29 de novembro no King Edward VII Hospital de Londres pelo doutor James Calder sob a supervisão dos médicos do clube Jesús Olmo e Mikel Aramberri. Depois, a cirurgia e a reabilitação indicarão o tempo final de sua recuperação, que não será menor do que um mês e meio.

Um período no qual o Real Madrid irá jogar partidas importantes do Campeonato Espanhol e da Champions League e disputará o segundo título da temporada. Zidane não poderá contar com Bale para o clássico contra o Barcelona de 3 de dezembro e para a última partida da fase de grupos da Champions contra o Borussia Dortmund quatro dias depois. Outro compromisso que o galês perderá será o Mundial de Clubes, disputado no Japão entre os dias 15 e 18 de dezembro. No melhor dos casos, Bale estará pronto para retornar em meados de janeiro, de modo que também não jogará contra o Sevilla no estádio Pizjuán no dia 15.

Sem ele, Zidane volta a perder uma peça do trio BBC (Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo), que esteve ao seu dispor poucas vezes na temporada. A baixa de Bale se soma à de Casemiro, Pepe, Kroos e Morata, que ainda não estão à disposição do técnico francês, que precisou mudar suas ideias pelas numerosas lesões nesse começo de temporada. Agora, com a do atacante, deverá decidir se mantém o bem-sucedido sistema utilizado no Calderón ou aposta no 4-3-3 escalando Lucas ou Asensio ao lado de Benzema e Cristiano Ronaldo.

MAIS INFORMAÇÕES