Morre o comediante Gene Wilder

O ator de 83 anos protagonizou filmes como ‘Jovem Frankenstein', 'A Fantástica Fábrica de Chocolate’ e “Primavera para Hitler'

Gene Wilder, em “A Fantástica Fábrica de Chocolate’.
Gene Wilder, em “A Fantástica Fábrica de Chocolate’.

O comediante Gene Wilder, uma das figuras mais populares em seu gênero, morreu aos 83 anos em sua casa em Stamford (Connecticut) por complicações decorrentes do mal de Alzheimer, do qual padecia havia décadas, segundo um comunicado de seu sobrinho. Wilder faz parte do imaginário coletivo graças à participação em títulos como Banzé no Oeste, A Fantástica Fábrica de Chocolate, Jovem Frankenstein, Os Produtores, A Dama de Vermelho e Cegos, Surdos e Loucos.

Mais informações

Foi duas vezes candidato ao Oscar: como ator, por Os Produtores, e como corroteirista de Jovem Frankenstein. Na televisão foi candidato ao Emmy em 2003 por sua aparição em Will & Grace. No final dos anos setenta e dos oitenta, trabalhou em quatro filmes com Richard Pryor, em uma das parcerias cômicas interraciais mais famosas da história do cinema graças a O Expresso de Chicago, Loucos de Dar Nó, Cegos, Surdos e Loucos e Um Sem Juízo, Outro Sem Razão.

Em seus anos de glória, os setenta e os oitenta, este comediante judeu nascido em uma família de imigrantes russos em Milwaukee, dirigiu também cinco filmes: O Irmão Mais Esperto de Sherlok Holmes, O Maior Amante do Mundo, Amantes Sensuais, A Dama de Vermelho e Lua de Mel Assombrada, todos protagonizados por ele.

Mais informações