‘Mergulho de Miller’, ‘passada de Van Niekerk’: um dicionário prático do Rio

Novos termos para dar nome às técnicas aplicadas pelos principais atletas se somam a outras palavras ligadas desde já para sempre aos Jogos do Rio

Final dos 400 metros. Shaunae Miller (à esquerda) vence as adversárias atirando-se sobre a linha de chegada
Final dos 400 metros. Shaunae Miller (à esquerda) vence as adversárias atirando-se sobre a linha de chegadaMartin Meissner (AP)

Biles. A Rio 2016 rendeu três medalhas de ouro a Simone Biles (salto, equipe e individual geral) e um bronze na barra de equilíbrio, mas também consagrou com o seu nome uma manobra acrobática. Um salto ‘biles’ é um movimento muito difícil que consiste em fazer um duplo mortal e concluí-lo com um meio giro em que a ginasta cai às cegas e é levada pela inércia. Biles o adotou no Mundial de Antuérpia, em 2013. No Rio, ela propiciou total sentido à câmera lenta na retransmissão pela televisão.

Simone Biles na final da ginástica sobre aparelhos no Rio.
Simone Biles na final da ginástica sobre aparelhos no Rio.Rebecca Blackwell (AP)

Lochte (virada de). “Me faz lembrar uma lontra, que é o meu animal aquático preferido”. Eis um elogio um tanto esquisito, mas não quando é feito por um técnico de natação e provocado por um nadador como Ryan Lochte. O movimento realizado pelo atleta de Rochester (Nova York) consiste em se manter na posição dorsal (de barriga para cima) durante dez metros depois de se impulsionar na parede e antes de bater os pés e virar para a posição ventral (de barriga para baixo). Seus adversários costumam fazer essa volta logo depois de pegar impulso na parede. A Rio 2016 também permitiu admirar a técnica usada por Michael Phelps para nadar mais rápido do que os demais.

Ryan Lochte na final dos 200 metros
Ryan Lochte na final dos 200 metrosMichael Sohn (AP)

Miller (mergulho ou piscinaço de). Seja ele qual for, os Jogos se apressam para encontrar um nome para definir a técnica de Shaune Miller e seu sprint final. Acossada por Allyson Felix, a corredora de Bahamas se atirou em direção à linha de chegada para conquistar o ouro. Talvez seja necessário dar à expressão do rosto da segunda colocada o nome de “decepção Felix”: Miller a impediu de se tornar a primeira atleta a obter cinco medalhas de ouro na história das Olimpíadas.

Rúgbi de sete (melhor do que Rúgbi 7). Uma das duas modalidades (a outra é o golfe) que foram incorporadas aos Jogos nesta edição do Rio. Diferentemente do rúgbi tradicional, jogado com 15 jogadores de cada lado, no Rugbi 7 só sete entram em campo. A duração da partida também é menor: 14 minutos de tempo real de jogo, ante os 80 do seu irmão mais velho. De cara, propiciou uma enorme alegria às ilhas Fiji, que conquistaram a medalha de ouro vencendo os britânicos.

Equipe de Fiji comemora medalha de ouro no rúgbi de sete
Equipe de Fiji comemora medalha de ouro no rúgbi de seteThemba Hadebe (AP)

Van Niekerk (passada de). O corredor sul-africano quebrou o recorde mundial nos 400 metros, que era de Michael Johnson há 17 anos, reduzindo a marca em 0,15 segundo (43,03). Consagrou-se no Rio como o primeiro homem a correr os 100 metros em menos de 10 segundos, os 200 em menos de 20 e os 400 em menos de 44. Para bater o recorde se valeu de uma passada de 238 centímetros na reta final da corrida, muito ampla para sua altura de 1,83 metro.

Wayde van Niekerk ganha a final dos 400 metros
Wayde van Niekerk ganha a final dos 400 metrosEzra Shaw (Getty Images)

Ventosaterapia ou 'cupping'. “É algo impossível. Como pode uma mera sucção da pele por meio de um copo influir no rendimento esportivo?”, perguntava-se um pesquisador diante da proliferação de manchas circulares nas costas dos atletas olímpicos. A técnica, executada frequentemente por acupunturistas, produz um vácuo dentro de um tipo de frasco de vidro. Atraiu o interesse de Phelps e algumas estrelas de Hollywood como Jennifer Aniston e Justin Bieber. Diz-se que ativa o qi ou chi, o fluxo de energia vital (supondo que isso exista).

Manchas arroxeadas no corpo de Michael Phelps, resultado de ‘cupping’ ou ventosaterapia
Manchas arroxeadas no corpo de Michael Phelps, resultado de ‘cupping’ ou ventosaterapiaMICHAEL DALDER (REUTERS)

Zika. A sombra do vírus mais citado em 2016 se estendeu ameaçadora sobre o Rio a poucas semanas da inauguração. Em uma carta conjunta, 170 cientistas instavam a OMS e o COI a adiar ou mudar a sede das competições. Temiam que a participação de atletas, técnicos e turistas de todo o mundo contribuíssem para levar o vírus a lugares insuspeitos do planeta. Esportistas como os dois tenistas Bryan se recusaram a participar os Jogos. Outros, como Pau Gasol, deram a entender que não iriam. Mas ninguém suscitou tanta aversão dos locais como a jogadora de futebol norte-americana Hope Solo e seus tuítes em que aparecia preparada para uma espécie de guerra bacteriológica.

Arquivado Em: