MÚSICA

Gravadora de Bowie anuncia álbum inédito dele

The Gouster’ contém versões funk de canções que seriam incluídas em ‘Young Americans’, de 1975

Capa do disco inédito de David Bowie, ‘The Gouster’.
Capa do disco inédito de David Bowie, ‘The Gouster’.

MAIS INFORMAÇÕES

Seis meses depois da morte de David Bowie, vítima de um câncer, a gravadora Parlophone anunciou no site do músico o lançamento de um álbum inédito dele, chamado The Gouster, que mistura sonoridades do soul e do funk. O disco será incluído numa caixa-coletânea, Who Can I B Now?, que abrange trabalhos de 1974 a 76. The Gouster foi o embrião do que viria a ser Young Americans, lançado em 1975. A caixa deve sair no final deste ano.

As sete faixas de The Gouster são as versões originais funk das canções que Bowie depois usou em Young Americans, incluindo uma versão de sete minutos do single John, I’m Only Dancing, de 1972. As outras músicas são: Somebody Up There Likes Me, It’s Gonna B Me, Who Can I B Now?, Can You Hear Me, Young Americans e Right.

Gouster era uma palavra pouco familiar para mim, mas David a usava como um código para a roupa usada por adolescentes afro-americanos nos anos sessenta”, disse o produtor Tony Visconti na informação que acompanha o anúncio do disco. “O contexto deste álbum tem a ver com uma atitude de orgulho e modernidade”, acrescentou. “David passou muito tempo entusiasmado com o soul, assim como eu. Não éramos jovens, nem negros, mas estávamos convencidos de que queríamos fazer um álbum de soul.”

Bowie morreu em 10 de janeiro, aos 69 anos, deixando como presente de despedida Blackstar, seu último álbum de estúdio, que compôs quando já estava doente e saiu apenas dois dias antes do seu falecimento.

O músico do Brixton (Londres) alcançou um de seus maiores sucessos em 1972 com The Rise and Fall of Ziggy Stardust and The Spiders From Mars, e depois publicou grandes álbuns como Heroes (1977), Lodger (1979) e Scary Monsters (1980).