The Weeknd arrasa nos Billboard Music Awards 2016

O cantor canadense obteve oito das 19 estatuetas que disputava Madonna e Stevie Wonder fazem duo emocionante com 'Purple Rain', de Prince

Celine Dion cantou 'The Show Must Go On', do Queen, que dedicou a seu marido, René Angelil, falecido no começo do ano.
Billboard Music Awards 2016

O canadense The Weeknd estava destinado a fazer história nos Billboard Music Awards, realizados na madrugada desta segunda-feira em Las Vegas. Arrebatou oito das 19 estatuetas que disputava. “Quero dedicar este prêmio ao falecido Prince. Gosto demais dele. Não o conheci, mas era muito próximo de mim. Sempre será uma inspiração”, disse The Weeknd, ao receber um dos muitos prêmios da noite.

The Weeknd, ao receber um dos prêmios da noite.
The Weeknd, ao receber um dos prêmios da noite.Jeff Kravitz (FilmMagic)

Melhor Canção R&B (The Hills), Artista do Hot 100, Top Venda de Canções, Top Canções em Rádios, Top Streaming de Canções, Top Artista, Melhor Álbum de R&B (Beauty Behind The Madness)... Indiscutivelmente, foi a noite do cantor de 26 anos, natural de Ontário (Canadá), que despontou no mundo da música norte-americana em 2014 com seu primeiro trabalho solo – usado como trilha sonora para o filme Cinquenta Tons de Cinza (2015).

MAIS INFORMAÇÕES

Adele foi eleita a Artista do Ano, mas não pôde receber o prêmio porque está em turnê internacional. Também foi reconhecida pela Billboard como Top Artista Feminina, Artista do Billboard 200, Álbum do Billboard 200 e Top Venda de Canções (Hello). Em compensação por sua ausência, Adele lançou durante a noite o clipe de Send My Love (To Your New Lover), um produto audiovisual em que a artista de 27 anos aparece com um estilismo floral fazendo uma breve coreografia.

Britney Spears chamou a atenção das câmeras com sua chegada ao T-Mobile Arena de Las Vegas, do mesmo jeito que fez sobre o palco. A cantora de 34 anos abriu a cerimônia com um pot-pourri de cerca de 10 minutos com suas músicas mais famosas – parte do espetáculo que ela apresenta há meses na cidade – antes de receber o prêmio Millenium.

Britney Spears, durante sua atuação.
Britney Spears, durante sua atuação.Mario Anzuoni (Reuters)

Homenagens a Prince

Especialmente emotiva foi a homenagem que Madonna dedicou a Prince, uma atuação que começou com a voz do cantor de Minneapolis, morto no mês passado por causas desconhecidas. Madonna iniciou seu tributo com uma versão muito especial de Nothing Compares 2 U, canção que popularizou Sinéad O’Connor em meados dos anos oitenta.

A rainha do pop apareceu com um terno púrpura – mesma cor do lenço de Steve Wonder, com quem dividiu o palco para interpretar Purple Rain, sem dúvida o single mais importante da discografia do gênio musical. O público alçou as mãos com pulseiras luminosas, contribuindo para criar um ambiente mágico repleto de luzes violetas enquanto Madonna a Steve Wonder entoavam as notas do hit.

Madonna e Stevie Wonder homenageiam Prince, com uma apresentação de 'Purple Rain'.
Madonna e Stevie Wonder homenageiam Prince, com uma apresentação de 'Purple Rain'.Jeff Kravitz/BBMA2016 (FilmMagic)

Outro dos grandes momentos da noite foi a entrega do Prêmio Ícone, que este ano foi para outra canadense, Celine Dion, que cantou The Show Must Go On, a emblemática canção do Queen, que dedicou a seu marido, René Angelil, falecido no começo do ano. Ainda com a respiração entrecortada, a estrela musical de 46 anos não conseguiu conter as lágrimas ao ver seu filho mais velho, René-Charles, no palco para entregá-la o troféu.

Celine Dion, emocionada, com o filho Rene Charle.
Celine Dion, emocionada, com o filho Rene Charle.JB Lacroix (WireImage)

O T-Mobile (local onde foi a cerimônia) veio abaixo com a apresentação de Justin Bieber, o terceiro canadense na disputa da noite, eleito Top Artista Masculino e Top Artista em Rede Social. O ídolo musical de 22 anos apresentou seu novo single, Company, fazendo com que as pessoas acreditassem que era um holograma, e deleitou seus fãs com Sorry, um dos singles com os quais brilhou nas listas musicais de meio mundo.

Ariana Grande, que está na capa da publicação deste mês, também brilhou no palco. A cantora de 22 anos tocou ao piano as primeiras notas de Dangerous Woman, o primeiro single de seu novo trabalho, para depois apresentar Into You, o segundo single, que interpretou com seu corpo de dançarinos.

Rihanna, vencedora do prêmio dos fãs, também aproveitou sua presença para mostrar Love on the Brain, o novo single de seu último disco, ANTI. A cantora de Barbados usou a cor verde e um novo look de cabelo, como não podia deixar de ser. Lukas Graham foi outros dos cantores que pôde apresentar sua música ao vivo, nesse caso Seven Years, da mesma forma que sua nova companheira, Gwen Stefani, e Blake Shelton, que cantaram em dueto sua música conjunta, Go Ahead and Break My Heart.

O público do evento pulou, dançou e cantou sem parar com o grupo DNCE, a banda na qual o irmão do meio dos Jonas Brothers está arrasando com Cake By The Ocean. Os quatro componentes apareceram com roupas da grife Moschino.

O pequeno Nick Jonas também esteve no Billboard Music Awards, e cantou com Tove Love seu novo single, Close, seguidos por sua colega de turnê, Demi Lovato, que interpretou de maneira pungente Cool for the Summer. Sem esquecer o tributo de Kesha a Bob Dylan que tanto deu o que falar nesta semana por conta da relação tensa com sua gravadora, Kemosabe, e seu chefão, o produtor Dr. Luke. A cantora de 29 anos, acompanhada pelo pianista e compositor Ben Folds, realizou uma versão particular de um dos clássicos do poeta, It Ain't Me Babe.

Arquivado Em: