Seleccione Edição
Login
7 fotos

Com a palavra, quem foi às ruas protestar contra Dilma neste domingo

Segundo dados das polícias militares, ao menos 3 milhões de pessoas participaram das manifestações em todos os Estados do país

  • O motorista Zelito Antônio dos Santos saiu do Jardim Angela, na zona sul de São Paulo, para participar dos atos na avenida Paulista. "A classe baixa é inerte. Graças a Deus a classe média é politizada", diz. "Lula é picareta. Tanto Temer quanto Renan e Cunha, qualquer coisa vai ser melhor".
    1O motorista Zelito Antônio dos Santos saiu do Jardim Angela, na zona sul de São Paulo, para participar dos atos na avenida Paulista. "A classe baixa é inerte. Graças a Deus a classe média é politizada", diz. "Lula é picareta. Tanto Temer quanto Renan e Cunha, qualquer coisa vai ser melhor".
  • A dentista Fátima Gerbasi (esquerda) participou de todas as manifestações pró-impeachment desde 2014. Para ela, se Dilma cair o país poderá se reorganizar. "Não tem importância se o Temer assume. Acho que o PSDB e o PMDB unidos têm condições de fazer as transformações no Congresso". Elny Monte (direita), também dentista, também esteve em todas as manifestações pró-impeachment.
    2A dentista Fátima Gerbasi (esquerda) participou de todas as manifestações pró-impeachment desde 2014. Para ela, se Dilma cair o país poderá se reorganizar. "Não tem importância se o Temer assume. Acho que o PSDB e o PMDB unidos têm condições de fazer as transformações no Congresso". Elny Monte (direita), também dentista, também esteve em todas as manifestações pró-impeachment.
  • O administrador Maurício Grandeza (centro), de 45 anos, defende o impeachment e quer um Governo de união nacional. "Não tenho nada contra o Temer, ele é de um partido grande e isso é importante", afirma ele que segura um cartaz contra a Rede Globo.
    3O administrador Maurício Grandeza (centro), de 45 anos, defende o impeachment e quer um Governo de união nacional. "Não tenho nada contra o Temer, ele é de um partido grande e isso é importante", afirma ele que segura um cartaz contra a Rede Globo.
  • A aposentada Nazareth Fairbanks (esquerda), 66 anos, defende o pedido de prisão do ex-presidente Lula feito pelo Ministério Público de São Paulo e criticado no meio jurídico. "Se fosse você eles não iam te pegar?", questiona. Quanto à questão impeachment x cassação, ela é categórica: "renúncia!"
    4A aposentada Nazareth Fairbanks (esquerda), 66 anos, defende o pedido de prisão do ex-presidente Lula feito pelo Ministério Público de São Paulo e criticado no meio jurídico. "Se fosse você eles não iam te pegar?", questiona. Quanto à questão impeachment x cassação, ela é categórica: "renúncia!"
  • "Participei das Diretas Já, protestei contra o Collor e votei no Lula em 2002. Mas o PT só trouxe corrupção e roubalheira. Por isso, sou a favor do impeachment da Dilma e da cassação do Renan e do Cunha", diz a aposentada Rosa Maria de Paula, 57 anos.
    5"Participei das Diretas Já, protestei contra o Collor e votei no Lula em 2002. Mas o PT só trouxe corrupção e roubalheira. Por isso, sou a favor do impeachment da Dilma e da cassação do Renan e do Cunha", diz a aposentada Rosa Maria de Paula, 57 anos.
  • Vilma Lazari, artista plástica, acha que "foi merecida" a vaia levada por Alckmin e Aécio, no protesto de São Paulo. Acha que o sentimento de não pertencer a nenhum partido foi o que sobressaiu na avenida Paulista neste domingo. Ela é a favor do impeachment porque não está "contente com esse Governo".
    6Vilma Lazari, artista plástica, acha que "foi merecida" a vaia levada por Alckmin e Aécio, no protesto de São Paulo. Acha que o sentimento de não pertencer a nenhum partido foi o que sobressaiu na avenida Paulista neste domingo. Ela é a favor do impeachment porque não está "contente com esse Governo".