Seleccione Edição
Login

Real Madrid incluiu cláusula ‘anti-Barça’ na transferência de Di María

Football Leaks: United pagaria entre multa se vendesse jogador a clube espanhol

Di maria football leaks barcelona
Di María bate falta contra o Lille. AFP

O acordo de agosto de 2014 que resultou na transferência do argentino Angel di María do Real Madrid para o Manchester United incluía várias cláusulas destinadas a dificultar uma posterior ida do atleta para outros clubes espanhóis, com multas de 30 a 50 milhões de euros (135 a 225 milhões de reais, pelo câmbio atual). É o que consta no documento firmado por ambas as partes e pelo próprio jogador, e divulgado nesta sexta-feira pelo site Football Leaks, cujos autores se dizem portugueses, mas preservam seu anonimato.

O Real aceitou transferir o atacante argentino em troca de 75 milhões de euros líquidos, divididos em três parcelas de 25 milhões (a última a ser paga em agosto de 2016). Além disso, os diabos vermelhos aceitaram depositar um milhão de euros adicionais cada vez que disputassem a fase de grupos da Champions League. O documento cita também outras variáveis relacionadas ao rendimento do jogador, e estipula que o time inglês teria de pagar cinco milhões de euros ao Real Madrid se Di María ficasse entre os três finalistas do troféu Bola de Ouro, e outros cinco milhões se ganhasse o prêmio.

Também aparecem no contrato várias cláusulas destinadas a punir uma hipotética transferência de Di María a outra equipe espanhola que não fosse o próprio Real. De acordo com essas cláusulas, o Manchester precisaria pagar 50 milhões de euros ao Real se liberasse o argentino para outro clube da primeira divisão do futebol espanhol durante o verão europeu de 2015, 40 milhões entre essa data e o verão europeu de 2016, e 30 milhões ao longo do ano seguinte, até meados de 2017.

Mas, se o destino de Di María fosse o Barcelona, arquirrival do Real, a multa de 30 milhões de euros continuaria sendo aplicável até 2019, segundo o documento vazado pelo Football Leaks, que também revela uma cláusula de confidencialidade sobre os detalhes do acordo. No verão europeu de 2015, Di María já foi transferido pelo Manchester ao Paris Saint Germain por uma quantia de aproximadamente 63 milhões de euros.

O portal Football Leaks nasceu no final de setembro passado, e seus autores afirmam que seu objetivo é favorecer a transparência no mundo do futebol. Críticos o acusam de obter suas informações hackeando computadores e de tentar chantagear os afetados. Durante as últimas semanas, o site divulgou vários documentos relativos ao Real Madrid e vinculados à compra e venda de jogadores como Bale, Özil, De Gea, James e Kroos.

MAIS INFORMAÇÕES