Copa Libertadores 2016

O que esperar dos clubes brasileiros na Libertadores?

São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Atlético-MG e Grêmio estreiam na fase de grupos

Tite, treinador do Corinthians.
Tite, treinador do Corinthians.Daniel Augusto Jr. (Ag. Corinthians)

São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Atlético-MG e Grêmio são os brasileiros classificados para a fase de grupo da Libertadores, que começa nesta terça-feira. No número de participantes, o país só fica atrás da Argentina, que tem seis equipes no torneio. Todos os representantes do Brasil já venceram a competição e chegam reforçados para a principal competição do primeiro semestre de 2016.

Mais informações

Dos cinco, apenas o São Paulo participou da pré-Libertadores. Eliminou o César Vallejo e bateu a primeira meta do ano. Para o recém-chegado Edgardo Bauza, técnico argentino bicampeão da Libertadores, chegar à fase de grupos era o grande objetivo no início do ano. Para conquistá-lo, Bauza contou com o bom futebol do atacante Calleri, ex-Boca Juniors, apresentado pelo clube em fevereiro e que já desponta como uma das principais armas da equipe. Além do argentino, o experiente lateral-esquerdo chileno Mena e zagueiro Lugano deixaram o São Paulo com uma cara mais cascuda. O Tricolor apostou em técnico e jogadores sul-americanos para tentar acordar Ganso e superar a ausência do maior ídolo da história do clube, o goleiro Rogério Ceni, que se aposentou no fim de 2015. A estreia do time na fase de grupos será na quarta-feira, às 19h30, no Pacaembu contra o The Strongest.

O provável conjunto titular do São Paulo na Libertadores deve ser formado por Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos e Ganso; Centurión e Calleri (Alan Kardec).

Depois do São Paulo, o Palmeiras será o próximo brasileiro a estrear. Joga já nesta terça-feira contra o River Plate, do Uruguai, fora de casa, às 21h45 (horário de Brasília). O atual campeão da Copa do Brasil, o Verdão contratou oito jogadores e deu mais experiência ao time do técnico Marcelo Oliveira, principalmente com o zagueiro Edu Dracena e o volante Jean. Ainda assim, manteve a base da equipe campeã no ano passado e aposta no entrosamento de Robinho, Dudu e Lucas Barrios no ataque para se dar bem no complicado grupo 2, formado também por Rosario Central, da Argentina, e os uruguaios Nacional e River Plate.

O time titular na primeira rodada da fase de grupos da Libertadores deverá ser formado por Fernando Prass; Lucas, Edu Dracena, Roger Carvalho e Zé Roberto; Arouca, Jean, Robinho; Erik (Rafael Marques), Dudu e Barrios.

Na quarta, é dia dos dois últimos brasileiros campeões da Libertadores estrearem. Vencedor em 2012, o Corinthians terá seu primeiro teste na quarta-feira, às 21h45, contra o chileno Cobresal, em El Salvador, no meio do deserto do Atacama. Com quatro vitórias em quatro jogos no Campeonato Paulista, a equipe do técnico Tite vive grande fase mesmo depois do desmanche provocado principalmente por clubes chineses, que levaram quatro titulares do elenco campeão brasileiro em 2015. A diretoria correu para contratar e fechou com bons jogadores, como os meias Guilherme e Giovanni Augusto e o atacante André, mas a ausência dos atletas que fizeram do Timão o melhor time do Brasil no ano passado será testada de fato a partir de agora, no torneio continental.

O Corinthians deve estrear na competição com a seguinte formação: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Rodriguinho, Giovanni Augusto e Lucca; Danilo (André).

Campeão em 2013, Atlético-MG ainda não poderá contar na estreia na Libertadores contra o Melgar, no Peru, às 21h45 de quarta-feira, com o atacante Robinho, principal contratação da temporada. Assim como o Corinthians, o Galo ainda está invicto no Estadual, competição que o técnico Aguirre usa para dar entrosamento para a equipe. Ao contrário do que aconteceu com o Corinthians, os mineiros recusaram oferta de 16 milhões de euros da China e conseguiram segurar o atacante Lucas Pratto, um dos principais jogadores do time.

O time titular do Galo nesta quarta, contra o Melgar, deve ser formado por Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Tiago e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Dodô e Patric; Luan e Lucas Pratto.

O último brasileiro a estrear na Libertadores será o Grêmio, que entra em campo às 0h de quinta-feira contra o Toluca, no México. O primeiro adversário da equipe, aliás, é a altitude da cidade mexicana, que fica a 2.600 metros acima do nível do mar. O ar rarefeito não só dificulta a respiração dos gremistas como faz a bola correr mais, o que representa um problema principalmente para o goleiro Marcelo Grohe. Para amenizar o impacto da altitude, o time treina desde domingo na Cidade do México, a 2.300 metros.

Maior contratação do Tricolor gaúcho, o atacante equatoriano Miller Bolaños ainda não tem condições de jogo. O Grêmio deve entrar em campo contra o Toluca com Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Geromel, Kadu e Marcelo Oliveira; Edinho, Maicon, Douglas e Giuliano; Everton e Luan.