Eleições nos Estados Unidos

Marco Rubio, precoce, pragmático e com muita pressa

O senador de origem cubana começou sua carreira em uma pequena cidade em Miami

O candidato republicano Marco Rubio em uma reunião em Laconia.
O candidato republicano Marco Rubio em uma reunião em Laconia.Jacquelyn Martin (AP)

MAIS INFORMAÇÕES

Marco Rubio, de 44 anos, começou sua carreira política batendo nas portas das casas para ser conhecido. Foi o que aconteceu há quase duas décadas em West Miami, uma pequena cidade de pouco mais de 6.000 habitantes, localizada no condado de Miami-Dade (Flórida). O rosto de menino que ainda conserva levantava dúvidas em seus vizinhos, que muitas vezes perguntavam se era maior de idade. Rubio acabava com qualquer suspeita, sorria, conversava um pouco e, logo depois, conseguia convencê-los. Hoje, essa figura política precoce é a figura emergente da direita nos Estados Unidos após o início das primárias presidenciais em Iowa, onde conseguiu apoio suficiente para aspirar a se tornar o homem mais poderoso do planeta.

Seria a culminação do sonho americano do qual ele tanto fala e que encarna melhor do que qualquer um dos outros candidatos à Casa Branca. No final do dia, o senador da Flórida é filho de um casal de cubanos que deixou a ilha há exatos 60 anos para ganhar a vida. Seu pai, Mario, foi garçom e sua mãe, Oria, trabalhou com limpeza e foi caixa. A tenacidade dos dois fez com que o jovem Rubio terminasse se formando em Direito pela Universidade de Miami.

Após um breve período em um escritório de advocacia, Rubio foi trabalhar no departamento de urbanismo da Prefeitura de West Miami. Ali atendia os pedidos dos cidadãos para construir ou reformar casas ou estabelecimentos e conheceu a pessoa que mudou sua vida, Rebeca Sosa, prefeita da cidade. “Um dia, Marquito disse à Rebeca que queria falar com ela porque queria fazer algo mais. Rebecca o levou para tomar um café em sua casa e percebeu que era um jovem excepcional”, conta Luciano Suárez, 80, um vereador histórico de West Miami, cidade de maioria hispânica na qual vivem famílias de classe média onde há casas baixas com um jardim na frente e pequenos comércios. Neste ambiente calmo cresceu Rubio, longe dos arranha-céus do centro de Miami ou da agitação de South Beach.

Sosa deu o primeiro impulso à ambição política de Rubio, que se tornou vereador da cidade que foi a plataforma de sua carreira política vertiginosa. “Ele ouvia e entendia os problemas das pessoas”, acrescenta Suárez. Em 2000, com apenas 29 anos, foi eleito para a Câmara de Deputados da Flórida, da qual se tornou presidente. Em 2010, redobrou a aposta e foi eleito, contra todas as expectativas, senador dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, impulsionado em parte pelo Tea Party, uma onda à qual não hesitou em subir e depois descer em um exemplo do pragmatismo que rege sua carreira política.

Um paralelismo que também pode ser feito na corrida para ser o candidato republicano, na qual Rubio está subindo posições para se tornar uma alternativa séria e confiável para as elites conservadoras contra opções mais dogmáticas e mais heterodoxas, como senador do Texas Ted Cruz ou o magnata Donald Trump. Nesta corrida, Rubio superou claramente Jeb Bush, que era o favorito nas primárias republicanas e que foi um dos seus mentores quando era o poderoso governador da Flórida.

Missa dominical

Rubio é fã de futebol americano, esporte que praticou em sua juventude, e está casado com Jeanette Dousdebes, uma mulher de pais colombianos que conheceu na escola em que os dois estudaram em Miami. Têm quatro filhos e em casa falam tanto inglês quanto espanhol. Muito religioso, a família Rubio vai todos os domingos à missa em várias paróquias de West Miami, onde vive.

Ideologicamente, Rubio é o arquétipo do conservador norte-americano: um falcão em política externa que se opõe ao acordo nuclear com o Irã e à retomada das relações diplomáticas com Cuba; contra o aborto; partidário de impostos mais baixos para estimular a economia; de reduzir o poder do Governo federal; e a favor da mão dura com a imigração, embora já tenha promovido um projeto de lei com os democratas para resolver este problema endêmico. Carismático, bom orador e melhor candidato nos debates, seus adversários atacam sua imaturidade e inexperiência política. “Disse a ele para esperar mais quatro anos, que ganhasse experiência, mas ele respondeu que os Estados Unidos não podem esperar mais e nem ele”, disse Suárez.

Com críticas e elogios em igual medida, já foi dito mais de uma vez que é o Barack Obama republicano. E se Obama foi a realização do sonho de um afro-americano na Casa Branca, Rubio representa o sonho de um americano de origem hispânica com pressa para estar no comando da primeira potência mundial.