ASTROLOGIA

Susan Miller: “Astrologia não é livro de autoajuda”

Milhões de pessoas, muitas no Brasil, não dão um passo sem ler o que ela prevê. Essa é a sua história

A astróloga norte-americana Susan Miller.
A astróloga norte-americana Susan Miller.D.R.

Todos os dias milhões de pessoas, muitas delas no Brasil, não dão um passo sem ler o que Susan Miller, a astróloga norte-americana pop, tem a dizer em sua página na Internet, Astrologyzone.com. Parte da mística da colaboradora semanal de S Moda, revista do estilo e moda do EL PAÍS, é sua história digna de telenovela. Ela nasceu com uma má formação em seu sistema vascular; uma doença rara, que só outras 47 pessoas no mundo todo têm. Por isso sua infância foi um ir e vir de médicos, um constante entra e sai de hospitais, e uma interminável série de crises de dor que a deixavam imobilizada na cama durante semanas e a obrigavam a estudar em casa. "Minha infância foi complicada, mas tinha ao meu lado uma mãe com coragem e muito espírito de luta, que não se rendeu jamais", conta.

A mãe também tinha amplo conhecimento de astrologia. Foi ela quem apresentou a Susan esse universo. "No começo não se mostrou nada predisposta. Não consegui convencê-la a me ensinar até eu ser uma adolescente. E quando ele aceitou me fez prometer duas coisas: que estudaria com ela durante 12 anos e nunca faria o mapa astral de uma amiga sem que ela estivesse presente". Susan cumpriu suas promessas. "Quando eu era criança, minha mãe previu que eu chegaria a muitas pessoas através de um meio de comunicação totalmente desconhecido até então". E, em 1995, começou a fazer horóscopos na Internet. Primeiro para outros e depois para sua própria página. Agora, recebe pedidos de conselhos na Fashion Week de Nova York; é responsável por receber as famosas nos shows da Victoria Secret, e seus serviços são requisitados até mesmo no Capitólio. Na verdade, não pode falar sobre isso; só sussurra que uma pessoa que trabalha lá em um nível muito alto a consulta todos os meses. "E quando quero enviar uma mensagem importante sei que chegará aonde tem que chegar".

A moda tem seus próprios signos no zodíaco

Mais informações

Curiosamente, a indústria da moda está cheia de escorpiões, de Anna Wintour a Zac Posen. Mas a astróloga de S Moda acredita que as pessoas de leão, libra e virgem são as que realmente têm as maiores chance de se tornarem estilistas de sucesso. "Escorpião equilibra bem arte e negócios, sabe se ajustar aos orçamentos, algo que as mentes criativas muitas vezes têm dificuldade. Mas os leoninos têm uma verdadeira inclinação criativa perfeita para essa vocação. Os virginianos têm qualidades importantes para os trabalhos meticulosos. E libra se dá muito bem com a costura de forma natural, aprende rápido e adora estar na moda." Mas há outras opções neste negócio para outros signos: "Se quer ser um fotógrafo de moda, deveria ter algum ascendente em peixes".

Apesar do que alguns acreditam, não há predestinação nos astros. Por isso apaixona as pessoas de mentes criativas, porque, como a arte e as emoções, funciona no lado direito do cérebro, ela diz. "O zodíaco não é um livro de autoajuda que te diz o que você tem que fazer e o que não", afirma Miller. "Eu posso te dizer qual é a situação que está diante de você; posso de dar ideias de como resolver esses problemas e as rotas alternativas para alcançar as melhores soluções, mas só você pode decidir o que é melhor para você. A astrologia nunca te diz o que você tem que fazer".