Globo de Ouro

Globo de Ouro 2016: nomeados, favoritos e destaques da cerimônia

O que você precisa saber sobre os prêmios da associação de imprensa estrangeira

Um belo dia, um dos jornalistas – e atualmente não são mais de 75 – teve uma grande ideia: “E se vendermos os prêmios que outorgamos como associação da imprensa estrangeira em Hollywood a uma rede de televisão, e assim já temos orçamento para uma grande cerimônia de gala?” Assim o Globo de Ouro, com a NBC no meio, se tornou o espetáculo exuberante que hoje é exibido na tela da TV. É bem verdade que o álcool sem restrições no jantar servido durante a cerimônia ajuda os atores a ficarem com a língua solta. E contra o mito, um esclarecimento: não influem no Oscar. A votação das candidaturas aos prêmios de Hollywood se encerrou na sexta-feira. Tarde demais.

Tudo por dinheiro. É uma cerimônia pensada de modo bidirecional: você, ator, se comporta bem comigo durante a temporada de prêmios ou você, estúdio, me paga boas viagens, e eu, jornalista, te posiciono bem, não faço perguntas agressivas e, além disso, te dou um Globo de Ouro. Tudo se comercializa, até o título de Miss Globo de Ouro (não façam piadas sobre possíveis metonímias), que este ano irá para Corinne Foxx, a filha de Jamie Foxx, que, para que seu rebento tivesse seu momento de fama na televisão, teria pago um dinheirão. A cerimônia começa às 23 horas de domingo (horário de Brasília), embora o tapete vermelho possa ser visto desde as 21h45. O EL PAÍS acompanhará minuto a minuto o evento.

Mais informações

Ricky Gervais, o apresentador. Cada vez que o comediante britânico entra no cenário do hotel Beverly Hills, a confusão está armada. E esta será a quarta vez que ele se dedicará a fazer piadas selvagens sem freio. Espera-se muito dele. Entre outras coisas, que goleie Chris Rock, que apresentará a cerimônia do Oscar.

Leonardo DiCaprio, claro favorito. Os Globos de Ouro dividem suas categorias no cinema – por gênero – e na televisão – gênero e formato. Por quê? Mais estrelas presentes. No cinema estão, por um lado, os dramas e, por outro, comédias e musicais. Mas a fronteira é tão pouco nítida que às vezes isso causa barulho. Joy – O Nome do Sucesso, de David O. Russell, comédia ou musical? Na realidade, todos os de Russell sempre caíram nesse estranho limite. Nas categorias de cinema parece claro favorito Leonardo DiCaprio por O Regresso. Não só está soberbo no filme – às vezes se esquece a importância dessa pequena nuance –, mas fez campanha. Outro que certamente sobe no palco – porque quem resiste a não programar esse momento televisionado – será Sylvester Stallone, candidato a melhor coadjuvante com Creed: Nascido para lutar.

O Filho de Saul. O filme húngaro que retrata a vida nos campos nazistas de extermínio é favorito ao Globo de Ouro na categoria de obra de língua estrangeira. E ao Oscar, aliás. É fácil apostar nesse prêmio.

Sem favoritos em séries. Os prêmios para séries também se dividem em drama e comédia, com outra divisão mais para as minisséries e filmes para televisão. Como ocorreu no ano passado, quando venceu The Affair, em drama, ninguém se atreve a fazer uma aposta firme em uma premiação que gosta de prestigiar novidades da última temporada e títulos e atores que não tenham sido reconhecidos nos Emmys (e se ainda por cima for um ator de cinema que passou para a televisão, mais pontos extras). Em drama apareceram com força nas últimas semanas Mr. Robot (e seu protagonista) e Outlander. Em minissérie é difícil Fargo não repetir o prêmio. E em comédia poderia ganhar novamente Transparent, embora, como ocorre no cinema, qualificar como comédia essa dramédia de meia hora seja um tanto arriscado.

Repetidores. Ante a profusão de categorias de interpretação, há vários atores que competem em duas áreas na cerimônia do domingo: Alicia Vikander (por A garota dinamarquesa em drama e por Ex-Machina: Instinto artificial como coadjuvante), Idris Elba (coadjuvante no cinema e protagonista de minissérie), Mark Rylance (coadjuvante no cinema e protagonista de minissérie, como Elba) e Lily Tomlin (protagonista de série cômica e de filme cômico ou musical).

Mais informações