Operação Lava Jato

Afetada por Lava Jato, Camargo Corrêa vende Alpargatas para donos da JBS

Valor total da operação é de 2,66 bilhões de reais e cede controle sobre a marca Havaianas

Chilenos da empresa Alpargatas, que fabrica as Havaianas.
Chilenos da empresa Alpargatas, que fabrica as Havaianas.

A Alpargatas, dona da famosa marca de chilenos Havaianas, controlada pela construtora Camargo Correa, anunciou, nesta segunda-feira, que foi vendida para o grupo J&F por 2,66 bilhões de reais. A compra feita pela holding de investimentos, que controla a JBS, maior processadora de carne do mundo, tem o intuito de diversificar o portfólio de negócios do grupo, segundo a empresa.

Investigada na Operação Lava Jato e com altos executivos condenados pelo esquema, a Camargo Corrêa tem colocado à venda parte de seus negócios já que se comprometeu a devolver 700 milhões de reais por crimes em contratos da Petrobras. Fortemente endividada, a empresa vinha procurando compradores para a Alpargatas que, no início do mês, já tinha anunciado a venda das marcas de artigos esportivos Rainha e Topper para um grupo de investidores liderados pelo empresário Carlos Wizard por 48,7 milhões de reais. Além da venda da Alpargatas, que também detém as marcas Mizuno, Timberland e Osklen, a Camargo Corrêa busca um sócio para a InterCement de cimentos, que é o principal negócio do grupo.

Já a J&F passa longe da crise econômica que assola as empreiteiras e outras empresas brasileiras. A holding continua expandido seus negócios nos últimos anos. Além da JBS (dono da marca Friboi e Seara), o grupo controla a produtora de laticínios Vigor, a fabricante de celulose Eldorado Brasil, o banco Original e a fabricante de produtos de limpeza Flora. Parte das operações da empresa também está nos Estados Unidos, o que reflete em um grande faturamento em dólar para o grupo. Em julho, a JBS comprou uma unidade de suínos da Cargill nos Estados Unidos por 1,45 bilhão de reais.

Hoje, com 200.000 funcionários em 350 unidades pelo mundo, a JBS, cresceu a partir de 2003, quando o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) passou a conceder empréstimos pesados e até se tornar seu sócio.

MAIS INFORMAÇÕES

Segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a venda da Alpargatas para a J&F ainda está sujeita à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A nota informa ainda que o grupo de investimento "não tem intenção de promover, no prazo de um ano, o cancelamento do registro de companhia aberta da Alpargatas" . O pagamento será à vista.