EL PAÍS, um ano de liderança na web

Versão online completa 12 meses como a mais acessada na Espanha e em espanhol

O EL PAÍS é o jornal digital mais lido na Espanha e também em língua espanhola, de acordo com o comScore, medidor oficial de audiência do mercado. Os últimos dados publicados, correspondentes ao mês de setembro, confirmam a liderança do site do El País, alcançada em outubro de 2014 e mantida desde então sem interrupção, e indicam uma distância recorde em relação aos concorrentes. O crescimento da edição digital do jornal é particularmente forte na América: no México já é o terceiro jornal online mais consultado.

O EL PAÍS atingiu 14,4 milhões de usuários únicos na Espanha em setembro, onde são computados os internautas que acessam por meio de computadores pessoais e dispositivos móveis. O crescimento no último ano foi de 36% e a diferença em relação ao Elmundo.es, o segundo jornal digital mais lido, é de mais de um milhão e meio de usuários. Nos dados globais, que incluem apenas os usuários de computadores, as diferenças em relação à concorrência são ainda maiores. O site do jornal global atingiu 14,6 milhões de usuários únicos em setembro, quase quatro milhões mais do que o Clarín.com, o segundo jornal digital em espanhol. Embora a audiência por meio de computadores esteja em declínio, a cifra global do EL PAÍS cresceu 31% nos últimos 12 meses, diante do retrocesso da maioria dos meios de comunicação, entre eles o Elmundo.es, que perdeu 10%.

O lançamento de novos produtos e a inovação contínua consolidaram esse crescimento. Há exatamente um ano, o EL PAÍS incorporou o Materia, o site mais prestigioso de informação científica e tecnológica em castelhano, e lançou o Verne, o espaço da Internet dedicado ao que é surpreendente. Em abril, o jornal recuperou a Tentaciones, revista de novas tendências voltada ao público mais jovem. Em junho, foi lançado o portal El Comidista, uma versão multimídia e ampliada do blog de cozinha mais popular em espanhol. Em agosto, a vigorosa aposta nos conteúdos multimídia cristalizou-se numa nova plataforma de vídeo. E a partir de setembro, a WEB do EL PAÍS começou a incorporar os conteúdos do Jot Down, publicação de referência na divulgação da cultura e das ideias.

Redação de EL PAÍS.
Redação de EL PAÍS.claudio álvarez

Durante esses meses, o EL PAÍS se dedicou à sua dimensão internacional, especialmente na América Latina, onde existem as maiores possibilidades de crescimento e um público potencial de 400 milhões de leitores. O jornal global impulsionou suas edições América e Brasil, reforçou suas redações na Cidade do México e em São Paulo, e criou um escritório em Bogotá. Como resultado desse esforço, o tráfego do continente americano já responde por cerca de 35% do total. No México já é o terceiro jornal digital mais lido, com 1,5 milhão de usuários únicos em setembro e um crescimento de 49% mensal e 67% em um ano.

Neste ano também foi reforçada a estratégia de distribuição, principalmente por meio de redes sociais. O jornal global conta no momento com a maior comunidade de seguidores no Twitter (4,8 milhões) e no Facebook (1,9 milhão) entre os jornais digitais espanhóis. Nesta rede social, o EL PAÍS lançou no fim de outubro uma página com conteúdo exclusivo para o México. Os dispositivos móveis, por meio dos quais mais da metade do público acessa o site, são outra grande alavanca para multiplicar o tráfego. Os leitores podem consultar em seus aparelhos celulares um resumo com as cinco notícias mais importantes da manhã e da tarde. Ou receber via e-mail, no mesmo horário, as respectivas newsletters de boletim informativo.

O EL PAÍS.com também é o jornal digital que mais fatura com publicidade na Espanha. Nos últimos 12 meses, as receitas totais atingiram 24,4 milhões de euros (cerca de 100 milhões de reais), 7,5% a mais que oElmundo.es, de acordo com dados da AEDE (Associação de Editores de Diários Espanhóis).

Arquivado Em: