BARCELONA

Após mais uma contusão, o inferno astral de Douglas parece não ter fim

Lateral do Barça trincou um osso do pé direito durante a partida contra o Villanovense

Douglas, na partida de ontem contra o Villanovense.
Douglas, na partida de ontem contra o Villanovense.CRISTINA QUICLER (AFP)

Douglas foi guerreiro, mas mesmo assim não conseguiu dar fim ao inferno astral que o acompanha na Espanha. Machucado desde o início do jogo, não saiu de campo e disputou os 90 minutos do empate por 0 a 0 do Barcelona contra o Villanovense, da terceira divisão espanhola, em duelo válido pela Copa do Rei. A discrição foi tanta que o Barça só revelou a lesão do lateral brasileiro na manhã desta quinta-feira, dia seguinte à partida. Serão oito semanas fora devido a uma fissura no osso escafóide do pé direito.

Esta é a segunda vez que o Douglas se machuca com certa gravidade nesta temporada. No final de julho, sofreu uma lesão na coxa que o afastou dos gramados por dois meses. Desta vez, a contusão aconteceu logo no terceiro minuto de jogo. O lateral pediu para ser substituído, mas logo depois resolveu ficar em campo e jogou a partida inteira. Não é possível dizer se a decisão de permanecer  agravou a fissura no osso, mas o fato é que ele tentou com todas as forças aproveitar a chance dada por Luis Enrique.

Mais informações

Negociado pelo São Paulo com o Barcelona em agosto de 2014, Douglas ainda não conseguiu mostrar seu valor no time catalão. Esteve em campo apenas cinco vezes em partidas oficiais na temporada passada e há quase uma ano não sabia o que era começar um jogo como titular. Contratado para ser reserva de Daniel Alves, perdeu espaço e virou uma das últimas opções de Luis Enrique para o setor, muitas vezes atrás até do volante Sergi Roberto.

Escalado contra o Villanovense, naquele que foi seu segundo jogo nesta temporada, parece não ter aproveitado bem a oportunidade. Alguns jornais espanhóis destacaram que sua atuação foi abaixo da média e questionaram mais uma vez sua contratação. A notícia da lesão parece apagar um pouco a má impressão deixada na partida de ontem, mas o brasileiro terá que ser forte para se recuperar no meio do bombardeio de notícias que colocam em dúvida seu futuro no Barça.