Encontrado um ‘narcotúnel’ operado pelo cartel do El Chapo Guzmán

O corredor, de 800 metros de comprimento, ligava Tijuana com os EUA

Vídeo: Atlas (atlas)

A polícia mexicana descobriu na quarta-feira um novo narcotúnel, uma passagem para levar drogas aos EUA, e apreendeu mais de 10 toneladas de maconha em Tijuana, no noroeste do México. As autoridades suspeitam que os operadores do local estão ligados ao Cartel de Sinaloa, a organização criminosa comandada por Joaquín El Chapo Guzmán. É o segundo túnel deste tipo que é descoberto desde a fuga do líder do cartel, em 11 de Julho.

Mais informações
Presos os comparsas de Chapo Guzmán que o ajudaram a fugir
Caçada a El Chapo Guzmán deixa rastro de destruição no México
El Chapo Guzmán burlou cerco militar em duas ocasiões
El Chapo Guzmán fica ferido ao fugir do cerco da Marinha mexicana
Guardas ignoraram marteladas na cela de ‘Chapo’ Guzmán

O túnel, de 800 metros de comprimento, terminava em uma casa do outro lado da fronteira. Apenas 25% da estrutura estava construída em território norte-americano. No lugar trabalhavam 16 homens entre 21 e 50 anos. Eles disseram que trabalhavam para “um grupo criminoso com operações em Jalisco”, mas a maioria, com exceção de um, são de Sinaloa, a terra do El Chapo Guzmán. A agência Reuters afirma que fontes participantes da operação, que pediram anonimato, confirmaram que a estrutura pertence ao Cartel de Sinaloa.

A infraestrutura encontrada na noite de quarta-feira é idêntica à de outro túnel encontrado no dia 4 de agosto e ainda tem semelhanças com o que El Chapo usou – de acordo com o Governo mexicano – para escapar de uma prisão de segurança máxima, em 11 de julho deste ano.

Entre os muitos apelidos que ganhou Joaquín Guzmán Loera está o de El Señor de los Suelos (O Senhor do Solos), referindo-se à sua perícia para driblar o cerco das autoridades e conseguir traficar drogas no subsolo da porosa fronteira entre o México e os Estados Unidos, com mais de 3.200 quilômetros de extensão. O túnel encontrado na quinta-feira, como tantos outros que são usados para o transporte de drogas para os Estados Unidos, tem a marca do Cartel de Sinaloa. Possui ventilação, eletricidade e um sofisticado sistema de trilhos.

A descoberta foi divulgada dias depois que foi conhecido que o chefe do cartel tinha conseguido escapar de um cerco militar, mas com ferimentos na perna e no rosto. O Exército e a Marinha mantêm uma forte operação na Sierra Madre mexicana na região conhecida como o Triângulo Dourado: uma área de difícil acesso entre as fronteiras dos estados de Sinaloa, Durango e Chihuahua.

Além disso, na quinta-feira, o Governo mexicano deu mais detalhes sobre a fuga do traficante de drogas no Congresso. As autoridades anunciaram na quarta-feira a prisão de 34 pessoas ligadas à fuga de El Chapo, incluindo Édgar Coronel, irmão de sua esposa Emma.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS