Eleições EUA 2016

Trump diz que expulsará refugiados sírios se chegar à Presidência dos EUA

O pré-candidato republicano especula que migrantes seriam membros do Estado Islâmico

O magnata do setor imobiliário Donald Trump, pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, afirmou, na madrugada desta quinta-feira, que se ganhar as eleições e chegar a ser presidente mandará os refugiados sírios de volta ao país.

“Se eu perder, imagino que eles vão ficar. Mas seu eu ganhar, eles vão regressar [para casa]”, afirmou ele à plateia de um encontro realizado em Keene (New Hampshire), alegando que entre os refugiados pode haver terroristas.

Mais informações

“Podem ser membros do Estado Islâmico. Não sei. Vocês alguma vez já viram uma migração como essa? São todos homens, e todos parecem ser sujeitos fortes. Há muitos homens, mais do que mulheres. E eu me pergunto: por que eles não estão lutando para salvar a Síria? Por que estão emigrando para a Europa inteira?”, disse.

Trump se referiu à possibilidade de que os refugiados sejam, na realidade, um exército terrorista disfarçado, que estaria entrando na Europa e nos países ocidentais “sem serem identificados” e sem que se saiba exatamente de onde vêm.

“As táticas militares são muito interessantes. Este poderia ser um dos maiores estratagemas de todos os tempos. Um exército de 200.000 homens, talvez. Ou se eles enviam 50.000, 80.000 ou 100.000... É uma possibilidade. Não sei se as coisas são assim, mas seria possível”, afirmou.

No último dia 10 de setembro, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu a seu Governo que comece os preparativos para poder acolher pelo menos 10.000 refugiados sírios durante o ano fiscal que começa nesta quinta-feira.

Calcula-se que meio milhão de pessoas tenham cruzado o Mediterrâneo em direção à Europa desde o início deste ano, fugindo da guerra na Síria e dos demais conflitos no Oriente Médio.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50