Estado Islâmico

Ataque do Estado Islâmico mata 120 pessoas em mercado do Iraque

O Estado Islâmico assume a autoria do atentado, realizado no fim do Ramadã

Imagens do atentado no Iraque.AFP / reuters live!

Ao menos 120 pessoas morreram —entre elas muitas crianças— e outras 130 ficaram feridas no Iraque devido a uma explosão nesta sexta-feira de um carro bomba em um movimentado mercado, onde as pessoas celebravam o fim do mês de Ramadã (mês sagrado dos muçulmanos), segundo o último balanço de vítimas confirmado por fontes policiais e médicas a rede britânica BBC. O atentado, reivindicado pelo grupo extremista autodenominado Estado Islâmico (EI), ocorreu na zona de Jan Beni Said (província de Diyala), região de maioria xiita a 20 quilômetros ao nordeste da capital Bagdá.

MAIS INFORMAÇÕES

"Houve gente ardendo em seus carros sem ninguém fosse socorrê-las", conta uma testemunha à agência France Presse. Outros depoimentos relatavam, com desespero, como ocorre o mesmo todos os anos ao final do mês de jejum e oração tradicional no islã.

O Estado Islâmico—que controla grandes partes do norte e oeste país e que já havia realizado um atentado nessa região— reivindicou em um comunicado o ataque desta cidade, a 50 quilômetros ao sul de Baquba, capital provincial de Diyala, e de população maioritariamente xiita. Os jihadistas asseguraram que um suicida se explodiu em um veículo com três toneladas de explosivos.

A força da explosão provocou graves danos em vários edifícios, cujos escombros caíram sobre as pessoas que se encontravam na rua. Também causou incêndios em comércios. Depois da explosão, vários grupos de pessoas demonstraram sua revolta quebrando as janelas dos carros que estavam estacionados na zona do mercado.

Arquivado Em: