Genebra tem cerveja mais cara e Cracóvia, a mais barata

Preço médio de uma garrafa de 330 ml é de 5,64 euros. Rio está na 34ª posição da lista

Se neste verão europeu você vai viajar para Genebra e pretende pedir uma cerveja, precisa saber que a cidade suíça é a mais cara entre as grandes capitais do mundo na hora de abrir uma garrafa da bebida. Em média, uma garrafa de 330 mililitros de cerveja custa 5,64 euros (19,56 reais) em Genebra. Já a cidade polonesa de Cracóvia é a que tem preços menores para a bebida: 1,48 euro (5,13 reais).

MAIS INFORMAÇÕES

A classificação é parte de um estudo realizado pelo site de viagens Goeuro em 75 cidades. O Rio de Janeiro, na 34ª posição, é a única brasileira da lista. Para calcular os preços, foi feita a média do custo em lojas e bares. Em suma, o site pesquisou o preço de uma garrafa de 330 ml “em diferentes supermercados, comparando algumas marcas internacionais com uma local, assim como o preço de uma cerveja de 330 ml em bares de vários hotéis de cada cidade”, informa a empresa. E acrescenta que, para converter todos os preços em euro, tornando-os comparáveis, usaram o câmbio de 12 de junho de 2015 segundo o sistema Bloomberg.

As cidades com a cerveja mais barata
As cidades com a cerveja mais barataGoEuro

O resultado da pesquisa das cervejas é que, entre as grandes cidades do mundo, as mais caras são Genebra (5,64 euros, 19,56 reais), Hong Kong (5,50 euros, 19,07 reais), Tel Aviv (5,17 euros, 17,93), Oslo (4,74 euros, 16,44) e Nova York (4,65 euros, 16,02 reais). Para chegar a uma capital espanhola deve-se descer até o posto 24, onde aparece Barcelona, com um preço médio de 3,44 euros (11,93 reais). Madri ocupa o posto 48, com 2,39 euros (8,28 reais).

Na outra ponta se situam as cidades mais econômicas para um chope. Cracóvia (1,48 euro, 5,13 reais), Kiev (1,49 euro, 5,16 reais) e Bratislava (1,51 euro, 5,23 reais) são as três mais baratas. E em quarto lugar entre as mais econômicas aparece uma cidade espanhola, Málaga, onde a garrafa de cerveja é vendida em média por 1,53 euro (5,30 reais). Eis a lista completa.

A grande brecha entre o supermercado e o bar

O estudo do Goeuro pesquisou 75 cidades e apresenta um preço médio. Mas adverte que o valor é calculado a partir das tarifas de supermercados e bares. Se forem levados em conta apenas os preços nas lojas, a classificação muda um pouco: a cerveja nos supermercados de Oslo é a mais cara (3,08 euros, 10,68 reais) e nos de Sevilha, a mais barata (0,47 euro, 1,63 real).

Por outro lado, levando-se em conta apenas a classificação por bares, os preços disparam e o ranking também muda. Hong Kong, com 9,70 euros (33,64 reais) por garrafa de cerveja, é a cidade mais cara se for bebida nos bares de hotéis. E Bratislava, com 1,98 euro (6,86 reais), é a mais barata no ramo da hotelaria.

Estudio GoEuro

O estudo organizou também, com base em dados da Organização Mundial de Saúde, um ranking do consumo e do preço da cerveja. Nesse caso, os vencedores são os habitantes de Bucareste os que mais gostam de cerveja, com 133 litros anuais por pessoa. Os que dispensam mais dinheiro com cerveja moram em Helsinque, onde o gasto anual per capita é de 1.378 euros (4.779 reais).

Hambúrgueres e sanduíches, também mais caros em Genebra

As agências de viagem online e os comparadores de tarifas pela internet se dedicaram a estatísticas que vão além dos quartos de hotel. O acesso a milhares de dados de estabelecimentos em todo o mundo os levou a comparar os preços de todos os tipos de serviços e produtos. A rede Hotels.com acaba de calcular um índice com produtos habituais em hotéis e, de novo, Genebra aparece como a mais cara. Comer um hambúrguer num hotel da capital suíça custa em média 34,4 euros (119 reais), o preço mais elevado das 28 cidades pesquisadas. O club sandwich (pão de forma com salada, ovo, bacon e frango) também é o mais caro, com 27,9 euros (96,76 reais). Além de Genebra, as cidades de Hong Kong, Paris e Oslo são as capitais com preços mais altos para produtos habituais nas cafeterias dos hotéis. No outro extremo aparece Madri, uma das capitais onde beber vinho (4,13 euros em média, 14,32 reais) ou comer um sanduíche (11,60 euros, 40,23 reais) num hotel custa os preços mais reduzidos das grandes cidades da Europa.

Arquivado Em: